Alckmin proíbe balas de borracha em manifestações

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Na manhã desta segunda-feira (17), o governador participou de uma reunião com os manifestantes do Movimento Passe Livre

Agência Estado

Euclides Oltramari Jr./Futura Press
Manifestantes tomam as ruas de SP em protesto contra aumento da tarifa de ônibus

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou nesta segunda-feira (17) que está proibido o uso de balas de borracha pela polícia em manifestações públicas no Estado de São Paulo. A medida ocorre após manifestantes e jornalistas ficarem feridos durante as manifestações ocorridas na última semana na capital paulista.

Leia também:
A única negociação possível é revogar o aumento, diz Passe Livre
Secretário de Segurança de SP convida Movimento Passe Livre para reunião na 2ª

Durante evento em Campinas, Alckmin elogiou as negociações entre os manifestantes do Movimento Passe Livre e os representantes da secretaria de Segurança Pública na reunião ocorrida na manhã desta segunda-feira. "Na conversa foi definido todo o procedimento para a passeata desta segunda e o retorno que eu tive da reunião foi muito positivo", disse o governador. Segundo ele, o trajeto da manifestação será definido e apresentado ao governo antes da caminhada e os oficiais da polícia irão acompanhar somente portando radiocomunicadores", disse.

Mais: Haddad critica 'possível excesso da força policial' durante manifestação em SP

Sobre o anúncio de outras manifestações em cidades paulistas como Campinas, esta semana, o governador voltou a afirmar que os protestos "fortalecem a democracia" desde que não seja prejudicada a integridade física da população e que não haja depredação de bens públicos e privados.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas