Greve nos trens faz terminal Santo Amaro virar palco de brigas

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Terminal estava mais lotado que o habitual e disputa por ônibus gerou empurra-empurra. Uma mulher grávida passou mal

Agência Estado

O Terminal de Ônibus de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, foi palco de filas gigantescas e brigas na manhã desta quinta-feira, 13. Passageiros relataram que o terminal estava muito mais lotado que o habitual por causa da greve de funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A primeira confusão aconteceu por volta das 8h20 na plataforma onde para o ônibus 6200-10 (Terminal Bandeira - Terminal Santo Amaro). O veículo é o mais procurado, pois percorre a Marginal do Pinheiros, destino da maior parte dos trabalhadores que não contou com os trens nesta manhã.

Passageiros enfrentam longas filas do Paese no Terminal Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPassageiros na estação Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, tentam utilizar ônibus Paese. Foto: Rafael Brito/Futura PressLarissa Dias está há uma semana no emprego e esperava compreensão dos novos chefes . Foto: Carolina Garcia/iG São PauloUsuários foram surpreendidos pelo fechamento da linha. Cena comum hoje foi o uso de celulares para comunicar atrasos. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloCena comum nesta manhã. Na foto, Adriana conta ao chefe que chegará atrasada. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPassageiros aguardam ônibus no terminal Pinheiros pela operação Paese. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPassageiros aguardam ônibus no terminal Pinheiros pela operação Paese. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPassageiros aguardam ônibus no terminal Pinheiros pela operação Paese. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPortões da Estação Vila Olímpia, da CPTM, estavam fechadas na manhã desta quinta-feira. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPortões da Estação Vila Olímpia, da CPTM, estavam fechadas na manhã desta quinta-feira. Foto: Carolina Garcia/iG São PauloPortões da Estação Vila Olímpia, da CPTM, estavam fechados na manhã desta quinta-feira. Foto: Carolina Garcia/iG São Paulo


Leia mais: Greve da CPTM surpreende usuários e lota plataformas de ônibus em SP
Saiba mais: Greve da CPTM prejudica linhas de trem em São Paulo
Decisão:
Funcionários da CPTM decretam greve em quatro linhas de trem

Usuários que estavam mais atrás na fila começaram a empurrar quem não conseguiu entrar no coletivo parado na plataforma, que já estava cheio. Fiscais interferiram e teve início um empurra-empurra. Uma mulher caiu na sarjeta, e ficou entre o ônibus e a plataforma. Uma grávida passou mal.

Meia hora depois, uma nova confusão. Após pedir para o motorista fechar a porta do ônibus e ir embora, um fiscal da SPTrans foi empurrado por um passageiro que estava na fila. "Ainda dava pra espremer mais 20 pessoas aí dentro, irmão. Olha o tamanho dessa fila", disse o homem. "Não vai zoar o bagulho. Fica na sua." Os dois homens só não partiram para a briga, pois um segurança os separou.

Às 9h25 um homem furou a fila e empurrou os passageiros que estavam na escada do ônibus para conseguir entrar. A atitude gerou protestos de quem estava na fila. Um segurança tentou tirar o homem de dentro do coletivo, mas levou um chute na cara. Uma viatura da Polícia Militar se aproximou, mas o fiscal preferiu deixar o agressor no ônibus e liberar o veículo.

A partir de então, a fila passou a ser organizada por cinco seguranças. "Não é à toa que o povo está fazendo tanto protesto", disse a estagiária de um escritório de contabilidade Anaelize Oliveira, de 19 anos. "Cheguei no terminal faz duas horas e ainda não consegui entrar no ônibus. A gente só quer ir trabalhar, mas não consegue."

Leia tudo sobre: igsptransporte públicocptmgreve

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas