Em dia de protestos e rodízio suspenso, São Paulo tem longos congestionamentos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Maior trecho de lentidão está na Zona Sul. CET recomenda que motoristas evitem a região central, onde ocorre protesto contra aumento na tarifa de ônibus

A paralisação em quatro linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o protesto contra o aumento na tarifa do transporte na região central de São Paulo provocam grande lentidão no trânsito na noite desta quinta-feira (13). Às 18h30, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 163 quilômetros de congestionamento na cidade.

Veja também:
- Protesto contra aumento das passagens tem ao menos 40 detidos
- Jornalista é preso por 'porte de vinagre' durante protesto no centro de SP
- Veja imagens do protesto contra aumento da passagem em São Paulo

O trecho de tráfego mais difícil é o da zona sul com 57 km de lentidão. Já a zona norte é a região com menos lentidão, tendo 18 km de congestionamento.

A CET também registra 37 km na zona oeste, 22km na zona leste e 29 km no centro de São Paulo. O pior corredor é a Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, com 14,5 km de lentidão. A Marginal Pinheiros é o segundo pior corredor com 10,6 km de congestionamento na pista expressa.

A CET recomenda que os motoristas evitem a região central, principalmente, perto da Rua da Consolação, pois o trânsito está congestionado nas duas vias, devido à manifestação contra o aumento no valor da passagem de ônibus.

O rodízio de veículos foi suspenso nesta quinta-feira.

Leia tudo sobre: trânsitocongestionamentoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas