Moradores entram em conflito com PM durante reintegração de posse em SP

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Moradores de terreno na zona sul de São Paulo fizeram barricadas, e a PM atirou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os cerca de 100 manifestantes

Agência Brasil

Moradores entraram em conflito com a Polícia Militar pelo menos duas vezes nesta terça-feira (11) durante a reintegração de posse de um terreno no Parque Bristol, na zona sul da capital paulista. No início da manhã, eles fizeram barricadas, e a PM atirou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os cerca de 100 manifestantes. Não há informações de feridos.

Na zona leste: Justiça suspende reintegração de posse de terreno em São Paulo

Camilo Lelis/Futura Press
Polícia Militar cumpre reintegração de posse na manhã desta terça-feira, na avenida do Cursino, próximo ao Parque Bristol, zona sul de São Paulo

Segundo a contagem da PM, o terreno de 60 mil metros quadrados, na avenida do Cursino, foi ocupado por 120 pessoas. Já os moradores dizem que vivem no local cerca de mil famílias.

De acordo com o capitão Pardubsky, da PM, grande parte dos barracos foi demolida. Os moradores levaram os pertences para os 40 caminhões disponibilizados. Cerca de 120 carregadores auxiliam a retirada dos móveis. Segundo o capitão, a ação policial deve se estender até a tarde.

Novo confronto

Os moradores entraram em novo confronto com a PM no meio da manhã. No conflitou, que recomeçou por volta das 10h, a Polícia Militar voltou a utilizar gás lacrimogêneo, bombas de efeito moral e balas de borracha. Os manifestantes revidaram atirando pedras contra os policiais.

O capitão Pardubsky informou que não houve feridos nos confrontos. “A ambulância do Samu não foi acionada nenhuma vez”, informou.

O advogado explicou que a determinação da reintegração de posse foi expedida pela 3ª Vara Civil do Fórum Regional de Jabaquara. Uma parte do terreno, de 6,5 mil metros quadrados, foi declarada de interesse social e servirá para a construção de moradias populares. “Mas essa liminar também determinou que a prefeitura fizesse o atendimento de todas as famílias”, disse.

O trânsito na avenida do Cursino foi totalmente interditado desde a altura do número 4.000. Segundo a SPTrans, o itinerário de quatro linhas de ônibus foi alterado, a 4718/10 Jardim Celeste-Metrô Santa Cruz, a 4727/10 Jardim Clímax-Metrô Praça da Árvore, a 5108/10 Jardim Celeste-Terminal Parque Dom Pedro II e a 4734/10 Vila Moraes-Metrô Saúde.

Leia tudo sobre: reintegração de posseparque bristolsão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas