Marginal Tietê vai ganhar faixa exclusiva para ônibus

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Até julho, via terá corredor de 12,7 km de comprimento entre as pontes das Bandeiras e Aricanduva. No trecho, circulam 30 linhas que levam em média 211 mil passageiros por dia

Agência Estado

AE
Multa para motoristas que invadirem a faixa nos horários proibidos será R$ 85,13

A Marginal do Tietê vai ganhar, até julho, uma faixa exclusiva para a circulação de ônibus. A via ficará à direita e funcionará, de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h no sentido Rodovia Castello Branco. Na direção oposta, rumo à Rodovia Ayrton Senna, irá operar das 17h à 20h, de acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (10) pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Transporte coletivo é a opção mais lenta tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro

A extensão da faixa exclusiva ficará entre as pontes das Bandeiras e Aricanduva, totalizando 12,7 km (7,7 km no sentido Ayrton Senna e 5 km no rumo contrário). Neste trecho, circulam 30 linhas da São Paulo Transporte (SPTrans), levando, por dia, 211 mil passageiros, em média. Segundo a Prefeitura, a sinalização para a colocação da nova faixa já começou. Serão 236 placas de advertência e 2.676 metros quadrados de sinalização horizontal.

De acordo com a CET, a multa para motoristas que desrespeitarem a regra e invadirem a faixa nos horários proibidos será R$ 85,13. Trata-se de infração média, com quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Caminhões

A CET também divulgou que as restrições impostas aos caminhões na Marginal do Tietê e do Pinheiros não contribuíram para reduzir o trânsito na cidade. Segundo o órgão, "o impacto da lentidão não foi significativo". O levantamento foi feito com base na média das lentidões máximas no período de 14 meses antes (1.º de janeiro de 2011 a 29 de fevereiro de 2012) e 14 meses depois (5 de março de 2012 a 30 de abril de 2013) das restrições na Marginal do Tietê, iniciadas em março do ano passado.

Leia também:
Governo Alckmin atinge 52% de aprovação, diz pesquisa
Com 34%, Haddad é o prefeito com melhor avaliação em início de mandato em SP

As estatísticas mostram que, no horário de pico da manhã (7h a 9h), a lentidão no trânsito da cidade piorou 11%, passando de 76 km para 84 km. No período das 9h às 17h, os congestionamentos foram de uma média de 74 km para 92 km (piora de 24%). Já no pico da tarde (17h a 20h), houve crescimento de 17% (de 107 km para 125 km) no trânsito travado. Nesse horário, na Marginal do Tietê, a piora foi ainda maior, de 32%, passando de 20 km para 26,4 km.

Desde 5 de março de 2012, caminhões não podem circular, em dias úteis, das 5h às 9h e das 17h às 22h. Aos sábados, a proibição vai das 10h às 14h, nesta via. Com o anúncio da pesquisa e com a admissão, por parte da própria CET, que o trânsito não melhorou, aumenta a expectativa de que a gestão Fernando Haddad (PT) possa derrubar a restrição, iniciada no mandato do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas