Amigos de dentista queimado no interior de São Paulo pedem doação de sangue

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Alexandre Peçanha Gaddy foi queimado durante assalto ao seu consultório em São José dos Campos. Ele está internado na capital paulista em estado crítico e não há previsão de alta

Agência Estado

Amigos do dentista Alexandre Peçanha Gaddy, queimado durante um assalto ao seu consultório na última segunda-feira (27), em São José dos Campos, interior de São Paulo, estão fazendo uma campanha de doação de sangue à vítima. Gaddy segue internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Israelita Albert Einstein, para onde foi transferido ne sexta-feira (31).

Leia também:
Secretário antecipa reunião com categoria após outro dentista ser queimado vivo
Polícia pede apoio da população para prender suspeitos de queimar dentista

Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press
Criminosos armados atearam fogo no dentista após tentativa de roubo, em São José dos Campos (SP)

Na corrente criada pela internet, os amigos pedem que as pessoas compareçam ao banco de sangue do hospital e doem em nome do dentista. Não há especificação do tipo sanguíneo de Gaddy. De acordo com o último boletim médico, o estado de saúde do dentista é crítico.

Gaddy foi encontrado ainda consciente por policiais e contou que dois criminosos invadiram o seu consultório por volta das 21h. Como não encontraram dinheiro no local, eles atearam fogo conta o corpo do dentista. Até esta segunda-feira, 3, ninguém havia sido preso.

O hospital fica na avenida Albert Einstein, 627, Morumbi, zona sul da capital. O banco de sangue funciona das 08h às 21h durante a semana e aos sábados das 08h às 17h, no quarto andar do bloco A.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas