Dentista queimado é transferido para UTI em São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Estado de saúde de Alexandre Peçanha Gaddy, que teve 60% do corpo queimado por criminosos, é crítico

Agência Estado

O dentista Alexandre Peçanha Gaddy, queimado após um assalto em seu consultório na segunda-feira, 27, em São José dos Campos (SP), foi transferido na noite de quinta, 30, para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Segundo boletim da equipe médica, o estado de saúde de Gaddy é "crítico". Ele segue internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), sem previsão de alta, na unidade do Morumbi, zona sul da capital.

Mais sobre o caso:
- Secretário antecipa reunião com categoria após outro dentista ser queimado vivo
- Polícia pede apoio da população para prender suspeitos de queimar dentista

O dentista teve 60% do corpo queimado após dois bandidos encapuzados invadirem seu consultório por volta das 21h de segunda-feira. Como não encontraram dinheiro, os criminosos atearam fogo no corpo de Gaddy, que ficou até mais tarde no trabalho para esterilizar equipamentos.

Outro crime semelhante:
- Justiça de SP decreta prisão preventiva de acusados de matar dentista queimada

Ele foi encontrado ainda consciente pelo polícia e contou que foi levado ao banheiro do imóvel, amarrado com a corda de uma cortina e, em seguida, queimado. Foram encontrados um isqueiro e uma garrafa de álcool. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Leon Nascimento Ribeiro, os criminosos fugiram sem levar nada. Até a tarde desta sexta-feira ninguém havia sido preso.

Leia tudo sobre: dentistaassaltoigspcrimequeimado vivo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas