Polícia diz que vizinho atirou várias vezes no casal

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Vicente D'Alessio Neto, 63 anos, comete suicídio após matar casal. O motivo do crime seria uma briga devido ao barulho

Agência Estado

O casal assassinado a tiros por um vizinho na noite dessa quinta-feira (23), em Santana do Parnaíba, na Grande de São Paulo, foi encontrado já sem vida pelos policiais que atenderam a ocorrência. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), Fábio de Rezende Rubim, de 40 anos, e sua mulher, Miriam Cecília Amstalden Baida, de 37 anos, apresentavam ferimentos provocados por bala no tórax e nas costas, respectivamente.

Leia também:
Discussão entre vizinhos termina com 3 mortos em prédio de alto padrão em SP
Polícia Militar poderá também multar por barulho em São Paulo

Marcos Bezerra/Futura Press
Condomínio de alto padrão em Alphaville, onde briga entre vizinho terminou com três mortes nesta quinta-feira

A Polícia acredita que Vicente D'Alessio Neto, de 63 anos, atirou diretamente contra o casal, pois o local não apresentava sinais de uma possível luta corporal. O corpo de Rubim foi encontrado apoiado na porta que dá acesso aos quartos do apartamento.

Segundo informações do boletim de ocorrência, Vicente efetuou diversos disparos, três deles atravessaram a porta e atingiram a vítima. O corpo de Miriam, que faria aniversário nesta sexta-feira, 24, estava em um dos quartos.

Reprodução
Reprodução de imagem do casal Fábio de Rezende Rubim e Miriam Cecília Amstalden Baida

Após matar o casal, o criminoso entrou no elevador de serviço do prédio, que fica em um condomínio de luxo na Avenida Marcos Penteado Uchôa Rodrigues, e cometeu suicídio. O motivo do crime seria uma briga devido ao barulho.

Em depoimento da manhã desta sexta, a mulher de D'Alessio disse que o casal teria provocado o barulho que irritou o seu marido. Ela afirmou ainda que tentou impedi-lo de sair com a arma, mas não conseguiu.

A filha do casal, de apenas um ano e meio, também estava no apartamento, mas não ficou ferida. Os policiais acionaram o Conselho Tutelar e a menina está com os avós paternos.

A arma do crime foi encontrada junto ao corpo do atirador e o apartamento está preservado para as investigações, que estão em andamento no setor de homicídios da Delegacia Seccional de Santana de Parnaíba. A SSP informou que o caso foi registrado como duplo homicídio qualificado e suicídio consumado. O casal deverá ser sepultado em Campinas.

Leia tudo sobre: IGSPbriga entre vizinhosalphaville

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas