Morte de Ruy Mesquita é destaque em jornais de Portugal e da Espanha

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Rede de televisão e jornal de Portugal e da Espanha destacaram a morte do diretor do jornal "O Estado de S. Paulo" nesta terça-feira

Agência Estado

A morte do jornalista Ruy Mesquita, diretor de "O Estado de S. Paulo", na noite de terça-feira (21), repercutiu na imprensa de Portugal e da Espanha.

A morte: Diretor do jornal O Estado de S. Paulo morre aos 88 anos
Dilma lamenta morte de diretor do Estadão: 'Foi homem de convicções'
Veja a repercussão da morte de Ruy Mesquita , diretor de O Estado de S. Paulo
Diretor do Estadão, Ruy Mesquita defendia liberdade e a democracia

Divulgação
Morre em São Paulo o jornalista Ruy Mesquita, diretor de O Estado de S. Paulo

Em Lisboa, a emissora de televisão "TVI" informou sobre a morte do jornalista que comandava "o mais antigo jornal da cidade de São Paulo e um dos maiores do Brasil". Também em Portugal, o Jornal de Notícias publicou reportagem em que cita a reação das autoridades brasileiras, como a presidente Dilma Rousseff.

Na Espanha, o jornal ABC publicou reportagem em que lembra que o jornalista liderou a criação do inovador Jornal da Tarde e que, como repórter, Ruy Mesquita foi o responsável pela histórica cobertura dos primeiros meses do governo de Fidel Castro.

Ruy Mesquita morreu nesta terça-feira, às 20h40, aos 88 anos em São Paulo. "Dr. Ruy", como era conhecido, estava internado desde o dia 25 de abril, quando havia sido diagnosticado com um câncer de base de língua. Aberto ao público, o velório ocorre na manhã desta quarta-feira (22) na rua Angatuba, 465. Já o enterro deve ser tarde no Cemitério da Consolação.

Leia tudo sobre: ruy mesquitao estado de s. paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas