Estudante morre esfaqueado em festa de universidade

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com a polícia, crime teria sido motivado por uma briga entre Renan Rosa e um flanelinha na saída da quadra de escola de samba

Agência Estado

Marcos Bezerra/Futura Press
Reprodução de site de relacionamento do estudante Renan Ardito Rosaque morreu após ter sido esfaqueado

O estudante de Psicologia Renan Ardito Rosa, de 22 anos, morreu esfaqueado na saída da festa Integramack, organizada por alunos da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na manhã de sábado (11). O suspeito pela agressão fugiu a pé antes de ser identificado.

A polícia suspeita que ele seja um morador de rua da região. O crime teria sido motivado por uma briga entre Renan Rosa e um flanelinha na saída da quadra. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que deve procurar câmeras de vídeo na região para tentar identificar o agressor.

A festa começou na noite de sexta-feira na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, no bairro do Limão, na zona norte de São Paulo. Entre as atrações anunciadas estavam os cantores Marcelo D2 e Mr. Catra.

Por volta das 6h45 do sábado, quando a festa já chegava ao fim, testemunhas contam que uma confusão se formou ainda dentro da quadra, por motivo desconhecido. A briga teria continuado do lado de fora, na Rua Coronel Euclides Machado, próximo à Marginal do Tietê. De acordo com colegas do estudante que prestaram depoimento à polícia, Rosa já estava do lado de fora e teria se envolvida em uma discussão com um flanelinha que guarda carros na região. Uma pessoa ainda não identificada teria aparecido com uma faca. O jovem foi atingido duas vezes: uma na axila e outra na região do tórax.

Veja vídeo: 


Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada, e Rosa recebeu os primeiros socorros ainda na frente da quadra.

Enterro
O estudante foi levado então à Santa Casa de Misericórdia, mas não resistiu ao forte sangramento e morreu no hospital. Seu corpo foi enterrado na tarde de ontem. Segundo a página do Facebook em nome de Rosa, ele era aluno do primeiro período de outra instituição de ensino, a Universidade Anhembi Morumbi, na zona sul de São Paulo. Mas estava na comemoração do Mackenzie acompanhando amigos. O caso foi registrado no 13.° Distrito Policial, na Casa Verde, na zona norte da capital. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: assassinatocrimeigspsão pauloestudante

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas