Secretaria confirma penitenciária na rodovia Castello Branco

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Centro de Detenção Provisória será construído em Araçariguama. Vereadores locais criticam projeto e alegam que a cidade não tem estrutura para receber mais de 1.500 de presos

Agência Estado

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) confirmou nesta sexta-feira (10) a construção de um complexo penitenciário na rodovia Castelo Branco, a 54 km de São Paulo. Serão construídos dois Centros de Detenção Provisória (CDP), com capacidade total para 1.536 presos, em Araçariguama.

Leia também: Irmãos Cravinhos deixam presídio em saída temporária do Dia das Mães

Vereadores locais realizam audiência pública no dia 15 para discutir o projeto. Eles alegam que a cidade não tem estrutura para receber essa quantidade de presos. Segundo a SAP, a licitação está sendo preparada.

Também serão construídos CDPs em Aguaí, Santa Cruz da Conceição, Registro, Álvaro de Carvalho e Nova Independência. O CDP de Santos já está em licitação. Está prevista ainda a construção de penitenciárias femininas em São Vicente e Bom Jesus dos Perdões, e de um centro de progressão penitenciária em Limeira.

As obras fazem parte do plano de expansão que prevê a construção de 49 unidades prisionais no Estado. Doze prisões já foram inauguradas. Estão em obras unidades em Bernardino de Campos, Taquarituba, Riolândia, Icém, Jardinópolis, Piracicaba, Porto Feliz, Mogi Guaçu, Mairinque, Votorantim e Guariba.

De acordo com a SAP, estão sendo analisadas áreas para a construção de prisões em Avaí e Paulo de Faria, além de outro CDP em Caiuá. O plano é regionalizar a distribuição das unidades para manter os presos mais próximos das famílias.

Leia tudo sobre: são paulocastello brancocdpprisão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas