Megaoperação policial prende 2.850 pessoas em todo o estado de São Paulo

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Do total, 829 foram presas em flagrante e 96 foram recapturadas. Também foram cumpridos, 1.369 mandados de busca e apreensão. Ação integra a operação nacional PC27

Agência Brasil

A megaoperação deflagrada na madrugada desta sexta-feira (10) pela Polícia Civil de São Paulo, integrada com a Polícia Militar e a Polícia Científica, prendeu, até o momento, 2.850 pessoas em todo o estado. Do total, 829 foram presas em flagrante e 96 foram recapturadas. Também foram cumpridos, segundo a Polícia Civil, 1.369 mandados de busca e apreensão. Os mandados de prisão foram contra acusados de assassinatos, latrocínio (roubo seguido de morte) e de assaltos. A ação integra a Operação PC27, que ocorre desde quinta-feira (9) em todo o país.

Leia também:
Megaoperação da Polícia Civil já tem mais de 130 presos no Rio de Janeiro

“(Foi) uma das mais importantes operações e mobilizou 7.908 policiais em todo o estado de São Paulo no cumprimento de mandados de busca e de criminosos perigosos, fugitivos, homicidas, ladrões e latrocidas”, disse o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. "Foi feito um trabalho de qualidade, no sentido de tirar das ruas esses criminosos. Isso desmonta quadrilhas, tira das ruas criminosos perigosos e esse trabalho vai continuar", acrescentou.

Em entrevista no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, o delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Luiz Maurício Blazeck, acrescentou que 384 adolescentes foram apreendidos durante a operação, 237 deles em flagrante. Também foram apreendidos 424 veículos, 111 armas de fogo, 91 quilos de maconha, 48 quilos de cocaína, 15 quilos de crack e 123 veículos foram recuperados.

Polícia X MP:
Mais de 130 ações questionam poder de investigação do Ministério Público
Contrários à ‘lei da mordaça’ dizem que PEC é retrocesso e estimula impunidade

De acordo com Blazeck, a ideia é que a operação, que demandou 20 dias de estudo, seja contínua para diminuir os índices de violência em São Paulo. De acordo com balanço mais recente da Secretaria de Segurança Pública, de janeiro a março deste ano, o número de homicídios dolosos (com intenção de matar) cresceu 18% na capital paulista em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo o estado, 1.189 casos foram registrados no primeiro trimestre deste ano, com 403 apenas em março. Em 2012, no mesmo período, foram 1.078 casos.

“Isso será rotineiro, mas não posso dizer a periodicidade porque uma operação como essa requer análise e estratégia para ser realizada. Mas elas [as operações policiais], inclusive, ocorrerão com apoio da Polícia Militar”, disse Blazeck. Os presos pela operação, informou, foram encaminhados para cerca de 50 presídios.

O governo paulista entregou hoje 884 viaturas para a Polícia Civil e 40 unidades de resgate para o Corpo de Bombeiros. Segundo o governador, os veículos vão atender tanto a capital quanto o interior.

Leia tudo sobre: igspmegaoperaçãopolícia civilPC27

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas