Carteiro é morto mesmo após entregar moto a ladrões sem reagir

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Alan Nunes Leite Maia, de 28 anos, andava de moto quando foi abordado por dois criminosos armados, também de moto, ao parar em um semáforo no Jabaquara, na zona sul

Agência Estado

Um homem de 28 anos foi morto durante um assalto no Jabaquara, zona sul de São Paulo, na noite de sábado (4). A mulher da vítima, que presenciou o roubo, disse que o carteiro não reagiu. Os bandidos fugiram com a moto do casal. Ninguém foi preso.

Leia também:
Ladrão em fuga atropela três pessoas da mesma família em São Paulo
Corpo é encontrado em mala na rua por moradores da zona norte de SP
Ônibus é incendiado e outros quatro coletivos são depredados na zona leste 

O carteiro Alan Nunes Leite Maia andava de moto com a mulher na Avenida Jabaquara, quando foi abordado por dois criminosos armados, também de moto, ao parar em um semáforo na esquina da Avenida Eusébio Stevaux. Os bandidos pediram a moto e, segundo a mulher de Maia, o carteiro a entregou sem reagir.

Embora não tenha feito nada, o homem foi baleado duas vezes - um dos disparos o atingiu no tórax. A mulher da vítima, que assistiu à cena, correu até um posto de saúde para pedir ajuda. Ao voltar, notou que a moto havia sido levada e que o marido era socorrido por pedestres que passavam pela rua.

A vítima foi levada ao Hospital-Geral de Pedreira, também na zona sul, mas não resistiu aos ferimentos. Policiais militares fizeram ronda nas ruas próximas ao local do crime, mas não encontraram a moto nem os suspeitos. O caso foi registrado no 11º. Distrito Policial (Santo Amaro) como latrocínio (roubo seguido de morte).

Leia tudo sobre: igspcarteiromortoassaltorouboJabaquarazona sulSão PauloAlan Nunes Leite Maia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas