PF prende suspeitos de vender produtos para fabricar 100 toneladas de cocaína

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Polícia estima que a droga produzida com a quantidade de produtos químicos desviados pela quadrilha em São Paulo pode ter rendido R$ 1 bilhão aos traficantes

A Polícia Federal (PF) em São Paulo realiza nesta terça-feira (30), em Santos, a operação "Opus Magna", que tem o objetivo de combater o desvio de produtos químicos voltados para o tráfico de drogas. Até o início da tarde, pelo menos 15 pessoas tinham sido presas.

Leia também: Operação da Polícia Federal contra tráfico prende cinco em Estados do Nordeste

A PF estima que mais de 100 toneladas de cocaína foram produzidas com a quantidade de produtos químicos desviados pela quadrilha. Comercializada, essa quantidade pode ter rendido R$ 1 bilhão aos traficantes.

Mais de 120 policiais federais participaram da operação que, além das prisões, cumpriu 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Santos, São Paulo, São Vicente, São Bernardo do Campo, Praia Grande, Diadema, Jarinu e Capivari. A PF iniciou as investigações após perceber indícios de desvios de grandes quantidades de produtos químicos controlados.

Através de empresas no nome de laranjas, a quadrilha obtinha licenças para a comercialização de cafeína, acetona, éter, ácido clorídrico, ácido sulfúrico, benzocaína, lidocaína e ácido bórico - produtos usados na fabricação e no aumento do volume de drogas. Os policiais acreditam que nos últimos três anos de atuação dos traficantes, centenas de toneladas de drogas tenham sido produzidas dessa forma.

Com informações da AE

Leia tudo sobre: polícia federalsantostráfico de drogas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas