Seis cidades do litoral paulista têm epidemia de dengue

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Em todo o Estado, de acordo com a Secretaria da Saúde, foram registrados 42.445 casos da doença até o último dia 4. A taxa de incidência é 102,9 casos para cada 100 mil pessoas

Agência Brasil

Roger Eritja/www.photolibrary.com/Extreme Insects/HarperCollins
O quadro de epidemia ocorre quando há 300 casos para cada 100 mil habitantes

Seis dos nove municípios da região metropolitana da Baixada Santista estão em estado de epidemia de dengue. Peruíbe, última cidade a anunciar a epidemia, registrou 204 casos confirmados desde o início do ano. Esta é a primeira vez que a cidade decreta epidemia da doença.

Tmbém estão em estado de epidemia de dengue na região os municípios de Santos (até 8 de abril, registrou 4.045 casos, com uma morte), Guarujá (367 casos confirmados até o último dia 3), Praia Grande (3.315 casos), São Vicente (542 casos confirmados) e Cubatão (935 casos confirmados até o dia 4).

Não estão em estado de epidemia os municípios de Bertioga, Mongaguá e Itanhaém.

Leia também: 
Número de mortos por dengue no Rio de Janeiro chega a 9
Lenine é internado com suspeita de dengue e shows em São Paulo são cancelados

Em todo o estado de São Paulo, de acordo com a Secretaria da Saúde, foram registrados 42.445 casos de dengue, até o último dia 4. A taxa de incidência da doença é 102,9 casos para cada 100 mil habitantes – segundo o Ministério da Saúde, o quadro de epidemia ocorre quando há 300 casos para cada 100 mil habitantes.

Até o dia 4 foram confirmadas 12 mortes causadas pela doença. Elas ocorreram na região da cidade de São Paulo, na Baixada Santista, em Bauru, Presidente Prudente, Sorocaba, São José do Rio Preto, Taubaté e Registro.

Leia tudo sobre: epidemiadengueSão PaulolitoralBaixada Santistaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas