Rodovia Castelo Branco é recordista de tráfego e congestionamento

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Estrada teve quilômetros de lentidão todos os dias do último mês e tem o dobro de movimento da Bandeirantes e o tripo da Imigrantes

Agência Estado

A Rodovia Castelo Branco tornou-se recordista em volume de tráfego entre as estradas paulistas. Registra também a maior incidência de congestionamentos na área de influência da capital paulista.

Marcos Bezerra/Futura Press
Trânsito na Castelo Branco


No trecho de Barueri, sentido São Paulo, a rodovia registrou volume diário médio de 116.677 veículos em 2011, conforme a estatística mais recente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Nos dois sentidos, o tráfego diário somou 216.861 veículos em média. Os dados referentes a 2012 não estão disponíveis.

No mês passado, a Castelo teve congestionamento em todos os dias úteis entre o pedágio de Itapevi e o acesso às vias Marginais, conforme boletins da concessionária. Na saída de São Paulo sentido interior, o tráfego para entre o km 15 e o km 24.

O movimento nessa rodovia já é quase o dobro do registrado na Bandeirantes, que teve média de 116.854 veículos por dia contados em Caieiras no mesmo período - 59.023 no sentido capital. Ligação entre São Paulo e Campinas, a Bandeirantes liderou a contagem no volume de tráfego até a inauguração das Marginais da Castelo Branco, na região de Alphaville, em 2001.

A Castelo tem também o triplo do tráfego da Rodovia dos Imigrantes, principal ligação com o litoral, que em 2011 registrou média de 70.431 veículos por dia em Piratininga, 35.917 com destino à capital. Apenas o trecho inicial da Rodovia Raposo Tavares, entre a Marginal do Pinheiros e o Rodoanel Mário Covas, em São Paulo, registra volume maior que o da Castelo na direção de São Paulo - média de 183.057 veículos/dia -, mas é considerado trânsito urbano. 

Leia tudo sobre: castelo brancorodoviasigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas