Polícia identifica motorista que matou três ciclistas no interior de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

O produtor rural José Roberto Negrão, de 49 anos, bateu na traseira das duas bicicletas em rodovia no domingo, não parou e fugiu sem prestar socorro

Agência Estado

A Polícia Civil identificou o motorista que atropelou e matou três ciclistas de uma única vez, em Santa Albertina, na região de Jales (SP). O ciclistas trafegavam na rodovia Jarbas de Moraes (SP-561) quando foram atropelados pelo motorista de um Gol branco, que fugiu sem prestar socorro. O acidente ocorreu às 19h45 de domingo (10). Os ciclistas ocupavam duas bicicletas, que transitavam no sentido Santa Albertina-Jales, o mesmo do carro.

Outro acidente: Ciclista tem o braço amputado em acidente na avenida Paulista

Segundo a polícia, o carro teria batido na traseira das duas bicicletas. Uma das bicicletas era ocupada pelo lavrador Valdenir da Cruz, de 49 anos, e outra por Gersino Domingos Ferreira, de 52, que levava sua mulher, Jovina Castro de Oliveira Silva, de 54 anos, na garupa. O grupo estaria indo buscar milho verde na plantação de um sítio das redondezas, quando foi surpreendido pelo carro, possivelmente em alta velocidade.

Com o impacto da batida, Valdenir e Jovina morreram na hora - quando a viatura do Resgate do Corpo de Bombeiros chegou, os dois estavam mortos. Gersino chegou à Santa Casa de Jales, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

O motorista do Gol, o produtor rural José Roberto Negrão, de 49 anos, não parou e fugiu sem prestar socorro. Segundo o delegado Sebastião Biazi, de Santa Albertina, a identificação de Negrão somente foi possível porque ele estava acompanhado de uma amiga, Maria do Socorro Santos, 46 anos, que já prestou depoimento à polícia. Com a batida, Maria sofreu fratura num dos braços e ao procurar o pronto-socorro para se tratar, foi identificada como sendo uma das vítimas do acidente pela Polícia Civil. "Por ela, conseguimos identificar o autor do acidente", disse.

Ainda na segunda-feira (11), a polícia localizou o endereço de Negrão, mas não o encontrou em casa. O carro, amassado, estava guardado na garagem da casa de Negrão, num sítio próximo de Santa Albertina. O veículo foi periciado pelos técnicos do Instituto de Criminalística. "O advogado dele (José Roberto Negrão) nos procurou e disse que ele deve se apresentar nesta quarta-feira (13)", contou o delegado.

Leia tudo sobre: atropelamentociclistasjalesinterior de são paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas