Ônibus fura sinal vermelho e mata estudante em São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Motorista foi preso em flagrante por homicídio culposo e omissão de socorro. Monique Santos, de 16 anos, chegou a ser levada ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu e morreu

Agência Estado

A estudante Monique Cristina Ferreira Santos, de 16 anos, foi morta após a moto em que estava ser atingida por um ônibus na Avenida Jornalista Roberto Marinho, na zona sul da capital, no começo da madrugada de ontem. Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, o ônibus passou em um farol vermelho instantes antes de bater na moto.

O ônibus não parou. O motorista do coletivo, Paulo Cezar Bessoni, de 56 anos, foi encontrado na garagem da empresa onde trabalha, de onde foi levado até o 27.º Distrito Policial (Campo Belo). Ele foi preso em flagrante por homicídio culposo (sem intenção), omissão de socorro e fuga de local de acidente.

Monique estava na garupa da moto de um colega de trabalho, que havia lhe dado uma carona. Ela chegou a ser levada ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu. O dono da moto, que também ficou ferido, está internado no Hospital São Paulo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: igspacidente no trânsitotrânsitomorte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas