Por ciúme, homem ateia fogo à própria casa

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Numa crise de ciúme, vigilante tentou enforcar a mulher e depois queimou a cama do casal

Agência Estado

Em uma crise de ciúme, o vigilante J.R.S., de 54 anos, agrediu a mulher, a dona de casa Dirce Maria de Moura, de 51, e ateou fogo à própria casa, na madrugada deste domingo (24), em Angatuba, cidade a 213 km de São Paulo.

Leia também: Homens tentam assaltar festa de filho de policial e são mortos no Rio

Homem invade casa e mata rival a facadas no Mato Grosso

O incêndio destruiu o quarto do casal e parte de uma sala. A mulher conseguiu fugir por uma janela. A casa fica no bairro Faxinal, zona rural do município. Uma nora da vítima conseguiu chamar a Polícia Militar usando o telefone celular.

De acordo com a PM, vizinhos ouviram uma discussão na casa e, em seguida, a mulher passou a gritar por socorro. De acordo com a vítima, enciumado e alegando uma suposta traição, o marido tentou enforcá-la usando um cinto. Alterado, ele pôs fogo na cama do casal. Os policiais encontraram o homem ainda no interior da casa.

Com a ajuda de vizinhos, eles apagaram as chamas. Levado ao plantão da Polícia Civil, o suspeito foi preso em flagrante por incêndio criminoso e pela tentativa de homicídio. Ele foi levado para a cadeia pública de Buri, cidade da região. Com ferimentos no pescoço, a mulher foi atendida no pronto-socorro da cidade.

Leia tudo sobre: crimesão paulofogo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas