Prefeito de São Paulo diz que rede de semáforos é 'sucateada'

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Fernando Haddad comparou o sistema de faróis na capital paulista com "uma casa sem teto e com a rede elétrica precária". Investimento de R$ 100 milhões também foi anunciado

Agência Estado

No mesmo dia em que 114 semáforos pararam de funcionar por causa da chuva na cidade de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad (PT) classificou de "sucateada" a estrutura semafórica deixada pela gestão de Gilberto Kassab (PSD) e prometeu licitação de R$ 100 milhões para trocar equipamentos do centro expandido.

Mais: São Paulo sai do estado de atenção, mas ainda tem estragos da chuva acumulada

"Estou inconformado com a situação e pedi um relatório de todo o problema. E o que eu constatei, até por fotografias, é que a rede de semáforos da cidade de São Paulo está precária", disse ele na terça-feira (19), que prometeu um sistema semafórico de "primeiro mundo".

J. Duran Machfee/Futura Press
Semáforos apagados no cruzamento da avenida Paulista com a rua Ministro Rocha Azevedo, em São Paulo

"Imagina se você mora em uma casa sem teto e com a rede elétrica toda precária. Com toda chuva iria acabar a luz. É o que está acontecendo com os nossos semáforos", definiu o prefeito. Haddad afirmou que foi obrigado a comprar peças de reposição, uma vez que o contrato de manutenção atual prevê que o material deve ser fornecido pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Leia também:
Chuva forte permanece durante a semana em São Paulo, alerta Inmet
São Paulo amanhece com centenas de semáforos apagados e árvores caídas

A Prefeitura informou que iniciará, a partir desta quarta-feira, um pregão para a compra de circuitos interligados, reguladores de tensão, capacitores eletrônicos, fusíveis, lâmpadas e interruptores. O valor chegará a R$ 1 milhão. "Você entra em um ano com chuvas intensas que estamos vivendo e a CET não tinha estoque para troca de equipamentos", criticou.

A administração também afirma que vai contratar uma empresa nos próximos dias para fazer manutenção em 270 cruzamentos da região central. A cidade sofre com a falta de no-breaks para os semáforos, que param de funcionar na chuva. Os poucos instalados, segundo o prefeito, não são de boa qualidade. O município tem dados contraditórios - Haddad afirma que só há 20 e a CET garante que há 200 instalados.

Veja os estragos da chuva de ontem em São Paulo

Agente da Defesa Civil observa carro sendo levado em alagamento na  Vila Pompéia, em São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Paulo Preto/Futura PressCarro foi levado pela água da chuva que acumulou na rua. Foto: Paulo Preto/Futura PressAgente ajuda pedestre a atravessar área alagada nesta tarde. Foto: Paulo Preto/Futura PressPedestre tenta se proteger da chuva na Vila Pompeia, nesta terça-feira. Foto: Paulo Preto/Futura PressMoradora retira água de casa na rua Venâncio Aires, na Vila Pompéia, nesta terça-feira. Foto: Paulo Preto/Futura PressÔnibus em área alagada na zona oeste de São Paulo. Foto: Paulo Preto/Futura PressAlagamento na região da Vila Pompéia, em São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Paulo Preto/Futura PressChuva deixou mais de 20 pontos de alagamento em São Paulo nesta tarde. Foto: Marcelo Camargo/ABr Pedestre se acumulam na calçada para escapar dos alagamentos em São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Marcelo Camargo/ABr Alagamento na rua Turiassu, em Perdizes, zona oeste da cidade de São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Júlio Costa/Futura PressCarroceiro se protege da chuva durante a tarde, nesta terça-feira, em São Paulo. Foto: Marcelo Camargo/ABr Chuva e alagamento no Anhangabaú, saídas para avenida 9 de Julho e 23 de Maio, em São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Tércio Teixeira/Futura PressÁrea alagada na avenida Amaral Gurgel, nesta terça-feira. Foto: Paulo Preto/Futura PressCarros em rua alagada em São Paulo neste terça-feira. Foto: Marcelo Camargo/ABr Forte chuva no Largo do Arouche, região central de São Paulo, nesta terça-feira. Foto: Júlio Costa/Futura Press

Kassab

Questionado, o ex-prefeito Kassab, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que "aplaude a decisão da gestão Fernando Haddad de continuar investindo no programa de revitalização semafórica da cidade de São Paulo e de modernização da CET".

Ele afirmou que investiu mais de R$ 50 milhões nas Centrais de Tráfego em Área (CTAs), responsáveis pelo controle dos semáforos. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: fernando haddadsemáforosigspchuva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas