Defesa diz não temer depoimento de ex-sócio de Gil Rugai

Por Wanderley Preite Sobrinho - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Rudi Otto foi convocado pelo magistrado para ser ouvido como testemunha de juízo. Acusação considera empresário "testemunha-chave" já que teria visto a arma do crime

Considerado testemunha-chefe pela equipe de acusação, Rudi Otto, ex-sócio de Gil Rugai, não é temido pelos defendores do réu. Em frente ao Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, onde é realizado o terceiro dia do júri popular de Rugai, o advogado Marcelo Feller afirmou que a convocação de Otto não é importante para a defesa. "Ele não é importante para o caso", disse.

Mais: Excêntrico e calado, Rugai é preservado por advogados como estratégia da defesa

Promotor do caso Rugai espera 'ansioso' relação entre vídeo e duplo homicídio

Já a acusação defende o interrogatório do empresário e acredita ainda que ele irá contribuir com o julgamento. Segundo o assistente da promotoria Ubirajara Mangini, "o sócio foi ameaçado e desconfiou dele (Gil Rugai) por vários motivos". Otto teria visto a arma do réu. 

Gil Rugai é visto chegando para o 5º dia de júri pelo subsolo do fórum, em São Paulo . Foto: Alice Vergueiro/Futura PressAdvogado de defesa Thiago Anastácio, durante chegada ao Fórum da Barra Funda, nesta terça-feira. Foto:  Alice Vergueiro/Futura PressRéu Gil Rugai chega ao segundo dia do júri popular, em SP. 'Eu não matei. Sou inocente', disse. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressO perito Adriano Issamu Yonanime, ao deixar o Fórum da Barra Funda. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGDefensores ocupam lugar no Salão do Júri no fórum. Cinco homens e duas mulheres decidirão o futuro de Rugai. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressJuiz Adilson Simoni (ao centro) e equipe de acusação no plenário do Fórum Criminal da Barra Funda . Foto: Alice Vergueiro / Futura PressGil Rugai chega ao Fórum da Barra Funda, em São Paulo, com a mãe e o irmão. Foto: Futura PressPromotor Rogério Zagallo durante entrevista no primeiro dia do júri, em SP. Foto: Alice Vergueiro / Futura PressPerito Ricardo Molina, convocado para auxiliar a defesa, concedeu entrevista aos jornalistas em frente ao fórum. Foto: Alice Vergueiro/Futura PressLéo Rugai, irmão do réu, chega ao Fórum Criminal da Barra Funda para acompanhar o julgamento. Foto: Terra Britto/Futura Press
Leia tudo sobre: gil rugaijulgamentoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas