Moradora de rua dorme em trilho e é morta por trem no interior de São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Jovem de 23 estava deitada na linha do trem e foi decapitada em acidente. Maquinista não chegou a acionar os freios da locomotiva e disse à polícia que não percebeu o choque

Agência Estado

A moradora de rua Catarina Carolina de Oliveira, de 23 anos, morreu atropelada por um trem por volta das 9h desta segunda-feira, no Jardim Zulmira, zona oeste de Sorocaba, no interior de São Paulo.

Leia também: Menino de 8 anos é atropelado por trem e sofre mutilação em São Paulo

De acordo com testemunhas, ela estava deitada com a cabeça sobre o trilho da linha operada pela America Latina Logística (ALL), possivelmente dormindo ou desmaiada após ingerir bebida alcoólica. A mulher foi decapitada. O maquinista não chegou a acionar os freios da locomotiva e seguiu adiante. De acordo com a Polícia Militar, ele não havia percebido o acidente.

O local fica no trecho em que a ferrovia corta a área urbana, próximo da Escola Estadual Humberto de Campos. O alambrado que isola a linha tem buracos feitos pelos moradores e a via férrea é invadida com frequência.

De acordo com uma tia da vítima, Catarina era usuária de drogas e morava na rua desde criança. Ao lado do corpo, foi encontrada uma garrafa PET com bebida alcoólica.

A ferrovia permaneceu interditada cerca de duas horas para a realização da perícia. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.

Leia tudo sobre: tremacidente na linha do tremmorador de ruasorocaba

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas