Três policiais civis, entre eles dois investigadores da Denarc, tinham ligações com rede de tráfico boliviana e agiam para que droga não fosse apreendida

Agência Estado

Três policiais civis, entre eles dois investigadores do Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) da capital, foram presos pela Polícia Federal na madrugada de sábado (16), com 308 kg de cocaína desviados do departamento. Os policiais davam cobertura para dois traficantes que transportavam a droga pela rodovia Castelo Branco, em direção a Sorocaba. A abordagem foi feita no km 44, em Araçariguama. Os traficantes também foram presos e três veículos foram apreendidos.

Leia também:  Tráfico de drogas tem ponto ao lado de delegacia no Rio

De acordo com o delegado chefe da PF em Sorocaba, Roberto Boreli Zuzi, a atuação criminosa dos policiais vinha sendo investigada há um ano. Eles tinham ligações com uma rede de tráfico boliviana e agiam para que a droga não fosse apreendida, inclusive fazendo a escolta dos bandidos. Os policiais também faziam apreensões simuladas, permitindo a fuga dos traficantes, e desviavam parte da droga apreendida. Também desviavam drogas apreendidas pelo departamento e repassavam aos traficantes. Um dos veículos usados pela quadrilha foi apreendido em São Paulo e, além de parte da droga, duas malas com dinheiro - reais e dólares.

Os três policiais foram autuados em flagrante na Delegacia da PF de Sorocaba e seriam levados para a prisão especial da Polícia Civil, na capital. Os dois traficantes foram levados para o Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. A Secretaria da Segurança Pública informou em nota ter pedido cópia do inquérito da PF para a instauração, pela Corregedoria da Polícia Civil, de procedimento disciplinar contra os policiais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.