Mortes nas estradas paulistas caem 13% durante o carnaval

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Foram 27 mortes nas estradas durante o carnaval, contra 31 em 2012. O número de feridos passou de 1108 para 472 neste ano

Agência Estado

O primeiro carnaval com Lei Seca mais rigorosa registrou queda no número de mortes e aumento do registro de motoristas autuados por embriaguez nas rodovias paulistas, segundo balanço anunciado nesta quarta-feira (13) pelo governador Geraldo Alckmin. O número de vítimas fatais e de fridos diminuiu. Foram 27 mortes nas estradas durante o carnaval, contra 31 em 2012, diminuição de 13%. O número de feridos passou de 1108 para 472 neste ano.

Leia também: Parcial do número de mortes nas estradas federais cai 25,4% no carnaval

Alfredo Risk/Futura Press
Acidente em rodovia em Ribeirão Preto (SP) neste domingo de carnaval

Já os números de apreensões de carteiras de habilitação, autuações por dirigir bêbado e flagrantes por embriaguez aumentaram. Em 2012, 244 carteiras foram recolhidas e neste ano, 561. O triplo de motoristas foi submetido ao teste do bafômetro: de 2500 para 7500. Os flagrantes por embriaguez aumentaram na mesma proporção. Em 2012 foram 46 e em 2013, 138.

Ao todo, 611 motoristas foram autuados por dirigirem após beber, contra 214 em 2012. Para o governador, os números foram a "boa notícia do carnaval". "Tivemos menos mortes e menos vítimas, e, por outro lado, maior fiscalização", afirmou.

Região de Campinas
Dez pessoas foram presas por dirigirem alcoolizadas nas rodovias Anhanguera e D. Pedro I, na região de Campinas, interior de São Paulo, durante o fim de semana prolongado de carnaval. Outros 28 motoristas foram multados pela Polícia Militar Rodoviária por dirigirem alcoolizados entre a sexta-feira (08) e a noite de terça-feira durante a Operação Carnaval.

Até o final da tarde desta quarta-feira a Polícia Rodoviária deve divulgar o balanço completo das operações nas estradas do interior de São Paulo, na região de Campinas, durante o carnaval, após o início das novas regras da Lei Seca, que tornaram mais rígidas as blitze nas rodovias e cidades do Estado.

Os motoristas detidos excederam o limite de 0,30 miligramas de álcool por litro de ar expelido no bafômetro.

Leia tudo sobre: estradasbalançorodoviassão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas