Unidade do Hospital Municipal Irmã Dulce, em Praia Grande, ficará fechada por tempo indeterminado. Três bebês infectados foram isolados e passam por tratamento

Agência Brasil

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital Municipal Irmã Dulce, em Praia Grande, litoral sul paulista, foi interditada por tempo indeterminado após três bebês recém-nascidos prematuros terem sido infectados pela bactéria Acinetobacter baumanii. Segundo a Secretaria de Saúde de Praia Grande, a Vigilância Sanitária foi notificada pelo hospital sobre os casos e interditou a UTI após vistoriar o local.

Grande SP: Mistério envolve nascimento de bebê em Mauá

Relembre:  Bacilo da tuberculose contamina 18 bebês em Campinas

Os técnicos da Vigilância Sanitária aguardam a alta médica dos pacientes para fazer os procedimentos de desinfecção e esterilização do local e dos equipamentos. O hospital informou, por meio de nota, que todas as medidas e precauções necessárias para impedir contaminações foram tomadas pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) da própria instituição.

“A decisão de interromper o atendimento na UTI neonatal, que atende recém-nascidos que apresentam problemas de saúde ao nascer, muitas vezes prematuros, foi tomada para evitar novos casos. Três bebês que apresentam a bactéria estão isolados e em tratamento, com quadro estável no momento”, informou o hospital.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, cinco leitos da UTI pediátrica foram adaptados para não interromper o atendimento enquanto a situação é resolvida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.