Exames de ressonância são retomados em Campinas com restrição de remédios

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Procedimentos com uso de contraste chegaram a ser suspensos na terça (29) após registro de três mortes no Hospital Vera Cruz. Defeito mecânico está descartado, diz diretora

A Secretaria de Saúde informou que os exames de ressonância magnética e tomografia computadorizada em Campinas, no interior de São Paulo, estão liberados desde que não sejam utilizados os produtos interditados. Na terça-feira (29), todos os exames com uso de contraste foram suspensos após mortes. 

Entenda: Três pessoas morrem após exame de ressonância em hospital de Campinas

A diretora da vigilância de Campinas, Brigina Kemp, informou que possíveis falhas nos equipamentos estão praticamente descartadas. Hoje pela manhã, os técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde, chegaram ao município para auxiliar nas investigações no hospital Vera Cruz.

A equipe está no Centro Radiológico do hospital junto com a equipe multidisciplinar formada pela Secretaria Municipal de Saúde para apurar o caso. As principais suspeitas são de que pode ter havido problemas nos produtos utilizados no contraste.

Mais: Família culpa greve em hospital por morte de aposentada no interior de SP

Por conta dessa suspeita, as Secretarias de Saúde do Estado e de Campinas interditaram os lotes de produtos utilizados nos exames de ressonância magnética das vitimas. São quatro marcas de soro e duas de gadolínio - produto usado no contraste (composto químico utilizado no exame para melhorar a qualidade das imagens e do diagnóstico).

As vítimas foram dois homens, de 36 e 39 anos, e uma mulher, de 25 anos. Eles tiveram parada cardiorrespiratória após fazerem o exame. Dois começaram a passar mal minutos depois do exame e um paciente chegou a deixar a unidade médica, mas retornou após sentir dores.

Produtos interditados

Soro fisiológico 250 ml, fabricado por Eurofarma Laboratórios Ltda, lote 252731. Validade 08/2014.
Soro fisiológico 500 ml, fabricado por Eurofarma Laboratórios Ltda, lote 249031. Validade 08/2014.
Soro fisiológico 250 ml, fabricado por Eurofarma Laboratórios Ltda, lote 245825. Validade 07/2014.
Soro fisiológico 10ml, laboratório Samtec. Lote: SOG Validade 02/2014.
Soro fisiológico 10ml, laboratório Samtec. Lote: SSN Validade 05/2014.
Soro fisiológico 10ml, laboratório Equiplex. Lote: 1230970 Validade 07/2014.
Contraste Dotaren, laboratório Guebert. Lote: 12GD324C Validade 10/2015.
Contraste Magnevistan, laboratório Bayer. Lote 11568D Validade 03/2015.

*com AE

Leia tudo sobre: ressonânciamortescontrastecampinasanvisaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas