Ônibus voltam a circular depois de greve de motoristas e cobradores em São Paulo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Paralisação foi suspensa após duas rodadas de negociações com a Transpass. Pedido pelo fim do banco de horas foi acatado e empresa passará a pagar hora extra aos funcionários

O primeiro dos 366 ônibus que deixaram de circular nesta terça-feira por conta da greve de motoristas e cobradores saiu da garagem da Viação Transpass às 11h30. De acordo com a São Paulo Transporte S.A. (SPTrans), o Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) continuou até 12h30, quando a circulação de 90% da frota estava normalizada. Diariamente, 330 mil pessoas são usuárias das linhas afetadas.

Entenda: Greve na zona oeste de SP paralisa 52 linhas de ônibus e afeta moradores

Marcos Bezerra/Futura Press
Greve de ônibus afetou moradores da zona oeste de São Paulo na manhã desta terça-feira

A paralisação dos 2,8 mil trabalhadores foi suspensa após duas rodadas de negociações com representantes da empresa. De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano (Sindmotoristas), a principal reivindicação, que pedia o fim do banco de horas, foi acatada pela Transpass, que passará a pagar horas extras aos funcionários.

Cinquenta e duas linhas de ônibus que atendem a zona oeste e central da capital deixaram de circular durante a madrugada. Os bairros atendidos pela Viação Transpass são Jardim Educandário, Jardim Maria Luiza, Cohab Educandário, Cohab Raposo Tavares, Vila Sônia, Butantã, Lapa, Barra Funda e Centro.

*com Agência Brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas