Grávida de 9 meses é baleada na cabeça em tentativa de assalto na zona sul de SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Daniela Nogueira de Oliveira, de 25 anos, chegava em casa quando foi abordada por homens armados, no Campo Limpo. Após cesárea, vítima está na UTI em estado gravíssimo

Reprodução/MB/Futura Press
Daniela Nogueira Oliveira, de 25 anos

A secretária Daniela Nogueira de Oliveira, de 25 anos, que estava grávida de 9 meses, levou um tiro na cabeça durante uma tentativa de assalto no bairro do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, na noite desta terça-feira (8). 

No Campo Limpo: Primeira chacina do ano em SP deixa sete mortos e dois feridos

Rio: Radialista é morto a tiros na porta do trabalho em São João da Barra

Segundo consta no boletim de ocorrência, Daniela estava a caminho do seu carro na rua Osiris de Camargo, por volta das 20h, quando teria sido abordada por dois homens. Eles estariam armados e anunciaram o assalto.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a vítima provavelmente reagiu ao assalto. Apenas um tiro foi disparado, acertando a jovem na cabeça. Os dois assaltantes fugiram.

Daniela foi então socorrida e levada ao Hospital Municipal do Campo Limpo, onde permanece internada em estado gravíssimo na UTI. O bebê, uma menina chamada Gabriela, nasceu após procedimento de cesariana e passa bem. Após a cesárea, a vítima passou por uma cirurgia na cabeça e seguiu entubada até a unidade de tratamento intensivo. 

Familiares

Amigos e familiares da vítima estão em frente ao hospital e aguardam novidades sobre o estado de saúde da mulher. Segundo um dos parentes, Daniela está em coma com a bala ainda alojada em sua cabeça porque atingiu "em uma região muito crítica". A secretaria não confirma que as equipes médicas não conseguiram remover o projétil. 

Reprodução
Parto de Daniela estava marcado para a próxima semana, dizem familiares


O parto de Daniela estava previsto para a próxima semana, mas devido ao ocorrido os médicos que a atenderam após o acidente optaram por não esperar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a criança segue em observação na UTI neonatal do mesmo hospital. 

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas