Grupo rouba 15 e fere uma pessoa em arrastão no litoral paulista

Homens armados entraram em um restaurante do Guarujá e roubaram dinheiro e pertences de 15 pessoas. Uma mulher que não queria entregar a bolsa foi agredida a coronhadas

Agência Estado |

Agência Estado

Arrastões a restaurantes que amedrontam clientes na capital paulista também atingem a Baixada Santista. Quatro homens armados entraram em um restaurante do Guarujá às 23h40 da terça-feira (18) e roubaram dinheiro e pertences de 15 pessoas. Uma mulher que não queria entregar a bolsa foi agredida a coronhadas e ficou caída no chão até a saída dos criminosos.

Leia também:  Grupo armado faz arrastão em restaurante japonês na zona sul de São Paulo

A ação foi gravada pelo sistema de segurança do restaurante. O grupo rendeu o caixa, pegou o dinheiro e depois passou por todas as mesas. Os clientes foram obrigados a entregar relógios, celulares, dinheiro e outros objetos. O assalto durou menos de cinco minutos. A cliente agredida com uma coronhada precisou ser medicada e fazer curativos no Hospital Santo Amaro.

"Passar por essa situação é terrível. Como a gente percebe o quanto somos impotentes diante dessa violência que está acontecendo. Não temos mais direito a nada", disse um dos clientes.

Outro cliente afirmou que "quando uma moça tentou se levantar do chão, falei pra ela: 'Não diga nada'. Porque ela estava descontrolada. Depois apareceram mais dois rapazes e quebraram a câmera do estabelecimento. Foram embora levando todos os nossos documentos e pertences".

Segundo testemunhas, os bandidos fugiram em um carro vermelho. Depois do assalto, o dono de um veículo da mesma cor procurou a polícia e falou que o filho e o carro estavam desaparecidos.

Com as informações sobre as características do carro, a polícia cercou a cidade e encontrou o veículo em alta velocidade no Bairro Morrinhos, informou o policial militar Haroldo Leite Júnior. As imagens das câmeras de monitoramento permitiram à polícia identificar dois bandidos que participaram do assalto. Um deles é o adolescente de 17 anos, que utilizou o carro do pai sem autorização.

Segundo o delegado Cláudio Rossi, mais um já foi identificado. "Trata-se de um maior, que precisa agora ser reconhecido pelas testemunhas. Os outros dois envolvidos, aparentemente, são maiores."

Preocupados com os assaltos na cidade do Litoral Sul paulista, diretores da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Guarujá se reuniram na manhã desta quarta-feira para discutir medidas de segurança. Será agendado um encontro com o comando da Polícia Militar para pedir reforço.

    Leia tudo sobre: arrastãoguarujárestaurante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG