Grande São Paulo tem mais uma noite violenta com pelo menos 14 mortes

Cidades com mais mortes entre a noite de sábado e a madrugada de domingo foram São Bernardo do Campo, com 5 mortes, e Diadema, onde quatro morreram em uma chacina

iG São Paulo | - Atualizada às

A região metropolitana de São Paulo registrou mais uma madrugada violenta neste final de semana. Da noite de sábado (24) para domingo (25), pelo menos 14 pessoas foram mortas na capital e cidades da Grande São Paulo. O maior número de assassinatos foi registrado em São Bernando do Campo, onde cinco mortes violentas estão sendo investigadas.

Leia também:
Novo secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella toma posse
Número de vítimas de homicídios cresce 114% em outubro na capital paulista

Alex Falcão/Futura Press
Bar em Osasco onde dois criminosos foram feridos na madrugada deste domingo, após tentativa de assalto

Duas mortes em São Bernardo do Campo, ocorreram em um bar na Estrada dos Alvarengas, onde pelo menos sete pessoas foram baleadas. Segundo a PM, duas pessoas morreram. Na estrada Eiji Kikuti, na altura do número 700, também em São Bernardo, pelo menos duas pessoas foram baleadas e uma morreu. Ainda na região, na Rua Pedroso Horta, na altura do número 150, uma pessoa morreu baleada.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), em Osasco, 11 pessoas foram baleadas em uma chacina. Quatro, entre elas uma criança de cinco anos, morreram. O crime ocorreu por volta da 1h30 deste domingo. De acordo com depoimentos colhidos por policiais militares, essas pessoas comemoravam um aniversário em um bar da rua Fortaleza, no bairro Jardim Rochdale, quando foram atingidas por tiros disparados por quatro homens encapuzados. Eles desceram de um carro e uma moto já atirando.

Foram mortos na ação o ajudante Eliézer Francisco Nascimento, de 31 anos, a dona de casa Luciana Costa e Silva, de 25 anos, e o ajudante Carlos Herbert Nunes dos Santos, de 28 anos. Daniel Andrade do Nascimento é o nome da criança morta. A Polícia Civil recolheu no local 17 projéteis, além de cartuchos de arma calibre 12mm.

Uma tentativa de assalto em um bar na avenida Hildebrando de Lima, também em Osasco, deixou dois bandidos feridos, nesta madrugada. Segundo relato das vítimas, três homens chegaram armados e anunciaram o assalto. Um policial de folga que estava no local, surpreendeu os bandidos e atirou contra o grupo.

Em Diadema, três pessoas, com idades entre 24 e 28 anos, foram mortas a tiros na rua Padre Antônio Tomás, na altura do 387, no bairro de Piraporinha. De acordo com o 3º DP, que registrou a ocorrência, não houve testemunhas no local. Duas das vítimas já foram identificadas pela PM, que não deu mais detalhes.

Também em Diadema, um bombeiro de folga foi baleado ao reagir a um assalto em um supermercado no bairro Jardim Promissão. Ele estava passando por perto do local, quando percebeu que um bandido tentava assaltar o estabelecimento. O bombeiro tentou reagir e foi baleado. O criminoso fugiu sem levar nada.

Na zona leste da capital, três assaltantes invadiram uma residência na rua Odilon Pires, Jardim Aricanduva, na noite deste sábado, por volta das 21h. Em confronto com a PM, dois suspeitos acabaram baleados. Os atingidos foram socorridos no pronto-socorro do hospital Jardim Iva, mas não resistiram aos ferimentos.

Na capital paulista, Na cidade de São Paulo, dois suspeitos foram baleados e mortos por policiais militares por volta das 21h de sábado, na região de Aricanduva, Zona Leste. Um comparsa da dupla fugiu. O trio havia invadido uma casa disfarçado com roupas de funcionários de uma companhia elétrica onde anunciaram o assalto. A PM foi ao local e matou os suspeitos após suposta troca de tiros.

Na última semana, o governador do Estado, Geraldo Alckmin, trocou o comando da Secretaria de Segurança Pública, passando o cargo ao ex-procurador-geral do estado Fernando Grella . A substituição do secretário Antonio Ferreira Pinto ocorreu no momento em que o Estado enfrenta uma escalada da violência.

O número de vítimas de casos de homicídio mais que dobrou na capital paulista em outubro, em comparação ao mesmo mês do ano passad o, segundo balanço divulgado pelo órgão em 21 de outubro. Foram 82 vítimas de homicídios em outubro de 2011, contra 176 registrados no mês passado, um crescimento de 114%. 

* Com informações da Agência Brasil e Agência Estado

    Leia tudo sobre: violênciahomicídioscrimes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG