Retirada da aeronave será feita após análise dos peritos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos

Agência Brasil

O jato que derrapou e saiu da pista no Aeroporto de Congonhas , no final da tarde de comingo, continua no local, um terreno situado à frente da cabeceira, próximo às avenidas Bandeirantes e Washington Luiz, na zona sul da cidade de São Paulo. A aeronave está à disposição dos peritos do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 4), órgão do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) que é vinculado ao Ministério da Aeronáutica.

Avião de pequeno porte derrapa na pista do Aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo
Futura Press
Avião de pequeno porte derrapa na pista do Aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo

Só depois de todas as vistorias o avião deverá ser liberado para as autoridades policiais ou para a empresa a que pertence, Tropic Air Táxi Aéreo Ltda. A aeronave modelo Cessna saiu de Florianópolis e pousou no fim da tarde de ontem na capital paulista.

A aeronave ultrapassou a pista e foi parar no declive logo à frente. Em decorrência do acidente, o Aeroporto de Congonhas ficou fechado por mais de uma hora, período em que a área ficou reservada para os trabalhos das equipes do Corpo de Bombeiros e para realização de vistorias de segurança pelo operador aeroportuário. O aeroporto foi reaberto por volta das 18h40.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que abrirá processo administrativo para realização de inspeção pós-acidente, por se tratar de empresa de táxi aéreo. Segundo a Anac, o avião está em situação regular, com a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válidos até novembro de 2013.

Segundo o Corpo de Bombeiros, três pessoas ficaram feridas. Uma pessoa que sofreu traumatismo craniano, lesão no tórax e na coluna lombar continua internada

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.