Ex-empregada conta que Elize Matsunaga comprou serra elétrica no dia do crime

Depoimento de ex-empregada reforça tese da acusação de que o crime foi premeditado. Marcos Matsunaga foi morto e esquartejado em maio deste ano

O Dia | - Atualizada às

AE
Elize Matsunaga, mulher do executivo assassinado

Em novo depoimento ontem à tarde no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a babá do casal Matsunaga afirmou que Elize comprou uma serra elétrica no dia em que matou o marido, 19 de maio. Marcos Kitano Matsunaga foi morto a tiros no apartamento do casal, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, e seu corpo foi esquartejado e jogado em um matagal.

Para a acusação, a informação da babá reforça a tese de crime premeditado e enfraquece ainda mais a versão de que Elize e Marcos tiveram uma discussão pouco antes do crime, que foi apresentada pela defesa da assassina inicialmente.

“Tudo leva a crer mais uma vez que não houve intensa emoção alguma. O que existiu, tudo indica, foi um crime premeditado”, afirmou ontem o advogado da família Matsunaga, Luiz Flávio Borges D’Urso. Segundo ele, a babá contou à polícia que viajou com Elize e a filha do casal para o Paraná e que a serra foi comprada na volta, em uma loja de ferragens em Cascavel (PR).

Relembre o caso:
Mulher confessa ter matado e esquartejado executivo da Yoki
‘Tudo indica ser crime passional’, diz delegado que investiga esquartejamento
Investigação pode ter fato novo, diz advogado da família de empresário esquartejado
"Todos estão chocados”, diz advogado da família de executivo esquartejado em SP
Mulher é presa acusada de esquartejar corpo de executivo da Yoki
Veja fotos do enterro do executivo em São Paulo

O advogado de Elize, Luciano Santoro, disse que o casal tinha uma pequena serra circular que era usada para abrir caixas de vinho e que a polícia não encontrou no equipamento vestígios de sangue. “Acho suspeito esse depoimento porque a babá agora trabalha na casa dos pais do Marcos”, afirmou Santoro.

Elize Matsunaga confessou o crime e está presa no presídio de Tremembé, no interior de São Paulo. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG