Agente penitenciário é assassinado a tiros em Guarulhos

Outras dez pessoas foram baleadas durante a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira na capital paulista e em Guarulhos

iG São Paulo | - Atualizada às

Agência Estado

Futura Press
Policial militar é baleado em posto de gasolina, na esquina das avenidas Dona Belmira Marin e Carlos Benjamin dos Santos, na região do Grajaú, zona sul de São Paulo

Duas pessoas foram mortas a tiros, uma delas o agente penitenciário Juarez Benedito Ferreira Alves, de 47 anos, e ao menos outras dez acabaram baleadas durante a noite deste domingo (4) e a madrugada desta segunda-feira na capital paulista e em Guarulhos, na Grande São Paulo. Em todos os casos, a polícia não prendeu nenhum suspeito.

Leia também:

PM é morta com sete tiros em Brasilândia, na zona norte de São Paulo
Sobe para 33 número de presos em Paraisópolis

Alves estava próximo de sua casa, acompanhado de seu irmão, de 36 anos, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, no Parque Cocaia, em Guarulhos, quando foi abordado por quatro homens em duas motos. De acordo com policiais civis do 1º Distrito Policial de Guarulhos, onde o boletim de ocorrência foi registrado, os criminosos fecharam o veículo do agente penitenciário e efetuaram uma série de disparos.

O agente foi atingido por 10 tiros. O passageiro do carro também ficou ferido. A polícia não sabe ainda quantas armas foram usadas, mas no local do crime os policiais encontraram cápsulas de pistola calibre 380. O Corpo de Bombeiros socorreu as vítimas até o Hospital Municipal de Urgência, também em Guarulhos. Alves não resistiu aos ferimentos. O irmão do agente segue internado, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

Zona sul

Um policial militar, que estava de folga, foi baleado em um posto de gasolina na Avenida Belmira Marin, no Grajaú, zona sul da capital paulista. De acordo com policiais do 27º Batalhão da Polícia Militar (PM), ocupantes de uma moto dispararam contra o PM, que acabou ferido. O soldado está internado no pronto socorro do Grajaú e apresenta quadro estável. Até a noite de sábado, 90 policiais militares foram mortos no Estado de São Paulo desde o início do ano.

Outras cinco pessoas foram atingidas por disparos na região do Campo Limpo, também na zona sul da capital. Três boletins de ocorrência diferentes foram registrados na área do 47º Distrito Policial, responsável pela região, com vítimas baleadas, somente nesta madrugada.

No primeiro houve o registro de três feridos na Rua Antonio França, no Parque Figueira Grande. As vítimas - Fabiano Andrade dos Santos, de 24 anos, e Bruno Barbosa Cruz, de 19, estavam acompanhados por um rapaz de 17 anos. O trio foi socorrido até o Hospital do Campo Limpo. Nenhum suspeito do crime foi preso.

Em um segundo caso, dois menores estavam no estacionamento de um supermercado, na Avenida Maria Coelho Aguiar, no Jardim São Luis, quando um suspeito desceu de um veículo e atirou contra eles. Um dos adolescentes foi atingido e levado para o Hospital do Campo Limpo.

No terceiro boletim de ocorrência a Polícia Civil apurou que homens em uma motocicleta atiraram contra Michel Romão dos Santos, de 22 anos, na Rua da Dança Cigana, no Jardim Vaz de Lima. Santos foi levado para um hospital da região, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

Zona oeste

Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas na Rua General Syzeno Sarmento, no Rio Pequeno, de acordo com a PM. O crime aconteceu por volta das 22h de domingo (4). Os feridos foram levados para o Hospital Universitário.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG