PCC dá abrigo a bandidos do Rio na favela de Heliópolis, em São Paulo

"Favor" ao Comando Vermelho começou em novembro de 2010, quando forças militares invadiram o Complexo do Alemão, na capital fluminense; polícia investiga morte de PMS

Agência Estado |

Agência Estado

Enormes, de difícil acesso e com forte vigilância, algumas favelas de São Paulo tornaram-se fortalezas do Primeiro Comando da Capital (PCC). A facção confia tanto em seu esquema de segurança que chegou a abrigar fugitivos do Complexo do Alemão em Heliópolis, na zona sul. O "favor" feito ao Comando Vermelho (CV) aconteceu a partir de novembro de 2010, quando forças de segurança tomaram o Alemão, na zona norte do Rio, onde hoje há quatro Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

No dia 1º: Dois policiais são mortos a tiros na favela de Heliópolis em São Paulo

A polícia paulista investiga se os criminosos do Rio continuam escondidos na favela, que tem 16 mil casas e 41 mil moradores. A acolhida foi um pagamento de dívida. Segundo policiais, o CV já havia dado proteção no Rio a integrantes fugitivos do PCC. Além disso, a facção paulista fornece drogas ao CV.

Em Heliópolis, a polícia desconfia que os fugitivos do Alemão tenham entrado em ação e trabalhado na venda de drogas, sobretudo cocaína. Além de atuarem na capital, bandidos do Rio receberam abrigo na Baixada Santista, onde também atuaram no tráfico.

Leia também:

Homicídio cresce 86% em outubro em São Paulo e bate recorde
Ministro da Justiça reitera oferta de ajuda ao governo paulista. Alckmin nega

Em janeiro, os traficantes do Comando Vermelho Fabiano Atanázio da Silva, o FB, e Luis Cláudio Serrat Correa, o Claudinho CL, foram presos em Campos do Jordão. Eles comandavam o Alemão. Hoje, quem manda em Heliópolis, segundo policiais da região, é Marcos Paulo Vidal de Castro, de 38 anos, o Banana.

Preso por tráfico, entre outros crimes, ele cumpre pena na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, onde está Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. Banana, porém, continua controlando cada viela da favela. Esse domínio garantiu o refúgio seguro a homens do CV. A Secretaria de Segurança do Rio, no entanto, informa que desconhece que criminosos do Alemão tenham se abrigado em São Paulo.

Com celulares, bandidos avisam Banana sobre a movimentação da polícia. Na noite de quarta-feira, dois PMs de folga foram mortos em Heliópolis . Isso pode fazer da favela mais um dos alvos da Operação Saturação, já deflagrada em Paraisópolis, no Capão Redondo e no Campo Limpo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: violênciamorte de pmsoperação saturaçãoheliópolispcccv

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG