Polícia recupera parte de carga roubada avaliada em R$ 82 mil no ABC

Material encontrado foi roubado de uma empresa de produtos de pesca no último domingo (28). Ao todo, 20 suspeitos invadiram estabelecimento e levaram R$ 500 mil em produtos

iG São Paulo |

A Polícia Civil recuperou, durante a noite de segunda-feira (29), R$ 82.600,00 referentes à parte de uma carga de polipropileno roubada de uma empresa de produtos de pesca, localizada em Diadema. O roubo aconteceu no último domingo (28), quando cerca de 20 suspeitos invadiram a empresa e levaram R$ 500 mil em poliamida e polipropileno.

Leia também:  Grupo armado incendeia ônibus em Carapicuíba

As investigações apontavam que o caminhão, usado no roubo, pertencia a uma empresa de Mogi das Cruzes. Questionado sobre o veículo, o empresário disse tê-lo vendido a um caminhoneiro. O caminhão possuía sistema de rastreamento por satélite, o que levou os policiais até um lava-rápido na cidade de Itapevi.

No lava-rápido, os agentes foram informados que o caminhão pertencia a J.A.P., 34 anos, que teria deixado o veículo ali para lavar. O caminhoneiro foi localizado e confessou participação no roubo, dizendo que foi procurado por um homem que pagaria R$ 70 mil para que transportasse a carga. 

Foram recuperados 257 sacos de poliamida tipo B 300, 18 tipo C 400 m e 138 tipo C, totalizando a quantia de R$ 82.600,00. J.A.P. foi preso em flagrante por roubo. As investigações continuam para a identificação e prisão dos outros autores e recuperação do restante da carga.

O roubo

Por volta das 22h do domingo (28), cerca de 20 assaltantes invadiram uma empresa de produtos para pesca, localizada no município de Diadema. Os criminosos usaram quatro caminhões para fugir, que foram carregados com 30 toneladas de polipropileno, 18 de poliamida, 21 de C390 poliamida e 9 de C400 poliamida. A carga total está avaliada em 500 mil reais.

Além da carga, os ladrões levaram o Renault Clio de uma funcionária e um Fiat Doblô da empresa. J.A.P. confessou que os homens que participaram do assalto pertencem a uma quadrilha de Diadema e que houve participação de funcionários da empresa que facilitaram a ação.

    Leia tudo sobre: carga roubadaapreensãoinvestigaçãoroubopoliamida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG