Moradores preparam ato por segurança em Higienópolis após morte de estudante

Caroline Lee, de 15 anos, foi assassinada na Rua Sabará durante assalto. Cartazes cobram mais segurança no bairro de São Paulo

iG São Paulo |

Um cartaz deixado no local onde Caroline Silva Lee, de 15 anos, morreu após um assalto deu início a uma campanha por mais segurança no bairro Higienópolis, em São Paulo. A estudante  voltava de uma festa com seu namorado quando foi abordada por três assaltantes na Rua Sabará. Eles roubaram o casal e depois atiraram contra ela.

Um ato está previsto para o próximo sábado, às 17h, no parque Buenos Aires. Outros cartazes serão espalhados pelo bairro.

Futura Press
Morador deixa cartaz no local onde Caroline Lee foi assassinada em assalto no bairro Higienópolis, em São Paulo

Crime

Caroline saiu de uma festa de aniversário com seu namorado, Jardel Nascimento, de 24 anos, por volta das 2h30 deste domingo, afirma a Polícia Civil. O casal voltava a pé para a casa da garota, na Rua Barata Ribeiro, na Bela Vista, quando os suspeitos se aproximaram dentro do um Fiat Idea, na Rua Sabará. O trio, depois de assassinar a menina e roubar o casal foi perseguido pela polícia e acabou preso. Os bandidos estavam em um carro roubado no último dia 14.

Leia também

Câmera de segurança mostra garota antes de ser morta em Higienópolis

Marcos Vinicius Correa Gomes, de 19 anos, Alex Rodrigues Venancio e Claudinei Avelino Modesto, ambos de 18 anos, desceram do carro e anunciaram roubo ao casal, segundo o delegado do 27º Distrito Policial, que registrou o caso, Francisco Solano de Santana. Caroline se recusou a entregar a bolsa e foi baleada duas vezes na região do pescoço, de acordo com o boletim de ocorrências. "Não houve reação", diz Santana. "Ela tentou proteger a bolsa e já foi atingida pelos disparos", afirma.

Ferida, ela chegou a ser socorrida ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu. Os bandidos conseguiram levar a bolsa de Caroline e os celulares do casal.

De acordo com o BO, o namorado da vítima chamou a polícia, que localizou o veículo em fuga e iniciou perseguição. O carro, sem controle, bateu na Rua 23 de Maio, na altura da Rua Arsênio. Após troca de tiros com os policiais militares, o trio acabou detido. Uma arma, calibre 32 foi apreendida. Os agentes militares não ficaram feridos.

Gomes, Venancio e Modesto confessaram os crimes e o roubo do carro que usaram no crime. O veículo foi roubado no Campo Belo, no domingo, 14. Os proprietários do veículo foram chamados à delegacia e reconheceram o trio como autor do roubo.

    Leia tudo sobre: crimeHigienópolisassalto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG