Família de coreanos é torturada durante assalto em São Paulo

Seis pessoas de uma mesma família, entre elas uma criança de 5 anos, foram rendidos por quatro assaltantes. Vítimas receberam coronhadas na cabeça e ameaças de morte

Agência Estado | - Atualizada às

Agência Estado

Quatro assaltantes, entre eles dois menores, fizeram reféns seis pessoas de uma mesma família de coreanos, na noite de quinta-feira (27), durante um assalto à residência das vítimas, no bairro do Pari, região central da cidade de São Paulo. A quadrilha foi dominada pela PM após 20 minutos de tortura contra os reféns, que levaram coronhadas e constantemente foram ameaçados de morte e de terem as orelhas cortadas.

Leia também:  PM prende 180 pessoas em megaoperação em São Paulo

EDU SILVA/FUTURA PRESS/AE
Vizinho presenciou a ação dos bandidos e acionou a Polícia Militar, no centro de São Paulo


O dono da casa, um comerciante de aproximadamente 55 anos, foi rendido por um dos criminosos quando chegava a pé na residência por volta das 21h30, na rua Coronel Morais. A quadrilha então invadiu o imóvel e amarrou todas as vítimas, entre elas um menino de apenas 5 anos.

Uma testemunha da ação dos bandidos alertou policiais militares da 3ª Companhia do 13º Batalhão que realizavam uma blitz na região. Rapidamente os policiais cercaram o sobrado. Os assaltantes, um de 18, outro de 19 anos, e dois adolescentes, de 14 e 17 anos, foram dominados pelos policiais; parte no piso térreo do sobrado. Eles já haviam separado dinheiro, celulares e eletroeletrônicos.

Após prisões, polícia recupera mais 16 armas roubadas de empresa

"As vítimas foram torturadas e sofreram alguns ferimentos. O adolescente de 17 anos vai fazer 18 daqui a três dias e já era procurado por vários crimes pela Fundação Casa.", afirmou o capital PM Aldrin Corpas. Duas das vítimas, com cortes na cabeça, foram encaminhadas para o pronto-socorro Santana.

Os dois bandidos maiores, segundo a polícia, já têm passagens por roubo e receptação. O caso foi registrado no 8º DP, do Brás/Belém, onde os criminosos de 18 e 19 anos foram autuados em flagrante. Os adolescentes serão encaminhados para Fundação Casa.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG