Mesmo após prisões, polícia continua investigando morte de universitária em SP

Ex-marido confessou que mandou dois homem matar Lore Santana. Autoridades não acreditam que a motivação do crime seja a dívida de R$ 3,5 mil contraída pelo casal,

Agência Estado |

Agência Estado

A Polícia Civil segue com as investigações sobre o assassinato da estudante Lore Santana , de 26 anos, mesmo depois de o ex-marido da vítima, Alan dos Santos Peçanha, ter confessado envolvimento no crime . Lore foi encontrada degolada dentro de um carro em Santo André, na Grande São Paulo, no último dia 13.

O caso: Universitária é encontrada degolada Santo André, no ABC Paulista
Prisão: Polícia prende suspeito de participação na morte de universitária
Depoimento:  Ex-marido teria encomendado morte de universitária em Santo André

Reprodução/Arquivo pessoal
Estudante Lore Vaz, de 27 anos. Ela foi encontrada degolada no seu carro em Santo André

As autoridades não acreditam que a motivação do crime seja a dívida de R$ 3,5 mil contraída pelo casal, versão contada por Peçanha. Há contradições também nos depoimentos dos outros dois acusados.

O ex-companheiro, de 27 anos, seria o mandante do homicídio e os outros dois acusados, os autores, diz a polícia. Na última sexta-feira, a polícia revelou que os acusados assumiram o envolvimento no crime assim que detidos. Robert Piovani Gama, de 21 anos, foi preso na quinta, 20, junto com Peçanha. Já Raimundo Nonato Bezerra, de 32 anos, está detido desde sexta-feira, 21.

Com as confissões, a prisão temporária por 30 dias do trio foi decretada. Eles aguardam julgamento. O caso estava sob segredo de Justiça, mas o sigilo das investigações foi quebrado após a admissão dos acusados.

Lore e Peçanha foram casados durante seis meses até que terminaram o matrimônio em 2011. A dívida, de R$ 3,5 mil, foi um empréstimo feito pelo casal para pagar outras contas, explica a Polícia Civil. As apurações são conduzidas pela Delegacia de Homicídios de Santo André.

O caso
A estudante Lore Santana Vaz foi encontrada morta na manhã de quinta-feira, 13, em Santo André, no ABC paulista, dentro de seu carro.

Câmeras de segurança na região onde o veículo com o corpo foi deixado ajudaram a polícia a identificar os dois homens que confessaram ter matado a universitária.

Na noite em que foi abordada pela dupla de criminosos, Lore tinha ido para a faculdade em São Caetano do Sul, cidade vizinha a Santo André, onde a vítima morava.

Os pais estranharam a demora da filha e acionaram a polícia, que encontrou o veículo na manhã seguinte.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG