Polícia prende suspeitos de simular ações da PF para roubar prédios em São Paulo

Segundo a polícia, na ação foram apreendidas quatro camisetas similares às da PF, radiotransmissor e dois revólveres calibres 32 e 38

iG São Paulo |

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (20), o comerciante José Carlos Cumbre dos Santos, de 45 anos, suspeito de liderar uma quadrilha que simulava operações da Polícia Federal (PF) para invadir condomínios no litoral de São Paulo. A prisão aconteceu na Praia Grande.

Divulgação
Material apreendido pela polícia nesta quinta-feira

Leia também:  Polícia prende sete suspeitos de roubos a condomínios em São Paulo

Segundo a polícia, na ação, desencadeada nesta manhã, foram apreendidas quatro camisetas similares às da PF, radiotransmissor e dois revólveres calibres 32 e 38.

Segundo o delegado Mauro Fachini, titular da 4ª Patrimônio, o grupo de Santos simulava operações da PF para assaltar os prédio. “Usando armas, rádios e as camisetas conseguiam entrar nos prédios para roubar”. 

As investigações revelaram a ação de um grupo que tinha como área de ação os municípios do litoral. As informações levaram a equipe até o apartamento na avenida Primeiro de Maio, na Vila Mirim. No local detiveram Santos e apreenderam as camisetas, armas e outros objetos.

    Leia tudo sobre: condomínioslitoral de são pauloprédios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG