Chuva permanece fraca e isolada nesta quinta-feira em São Paulo, diz CGE

Umidade relativa do ar melhorou e permanece acima de 60% hoje. Alívio chegou após chuva de ontem (19) que encerrou estiagem de 62 dias da capital paulista

iG São Paulo | - Atualizada às

AE
Chuva na tarde desta quinta-feira (20) na Praça Armando Salles de Oliveira, no Ibirapuera, zona sul de São Paulo

A chuva isolada que atingiu a capital paulista no final da tarde de quarta-feira (19), apesar de ter durado menos do que o esperado e atingido somente parte de São Paulo, garantiu uma melhora significativa da umidade relativa do ar . Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o índice foi elevado e ainda permanece acima de 60% nesta quinta-feira. 

Durante a noite, áreas de instabilidade provocaram chuva leve e moderada em praticamente toda a zona sul da cidade e encerrou a estiagem de 62 dias - a terceira maior desde 1961, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A previsão, de acordo com o instituto, aponta a continuidade das chuvas e fim do tempo seco para hoje. Os períodos da tarde e a noite de hoje devem ser marcados por chuvas fracas e isolada.

Clima: Veja a previsão do tempo para a sua cidade
Planeta Terra: Agosto de 2012 é o segundo mês mais quente da história

Segundo CGE, o dia começou com nebulosidade, chuviscos isolados e termômetros marcando em torno de 19°C. No decorrer do dia. O sol deve aparecer entre nuvens, mas as temperaturas máximas não devem passar dos 24°C.

Umidade Relativa

Enquanto as chuvas não chegava, a umidade relativa do ar voltou a ficar baixa na quarta-feira. Às 9h15 o índice ficou em 27%, o que levou a Defesa Civil a decretar estado de atenção, o que acontece com umidade entre 21% e 30%. Às 14h47, a taxa caiu ainda mais, para 21% no Campo de Marte, na zona norte, e 19% em Congonhas, na zona sul - este último configurando estado de atenção.

Leia também:  Chuva acaba com estiagem de 62 dias em São Paulo
Mais: Temporal deixa 16,5 mil sem energia no interior de São Paulo 

Madrugada mais quente

A temperatura mínima verificada na madrugada desta quarta-feira na estação do Mirante de Santana, na zona norte, onde são feitas as medições oficiais do Inmet, foi de 25,7ºC. Trata-se da temperatura mais alta desde 1979 , quando tive início esse tipo de medição. O último registro de madrugada tão quente foi em 2 de fevereiro de 1998, com 25,3 ºC.

    Leia tudo sobre: umidade do archuvassão paulotrânsito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG