Em agosto deste ano, um policial que estava afastado por problemas psiquiátricos, escalou uma das torres que auxiliam na sinalização para pousos

O homem que subiu na torre e interrompeu o trânsito e os pousos, no dia 10 de agosto
Renato S. Cerqueira/Futura Press
O homem que subiu na torre e interrompeu o trânsito e os pousos, no dia 10 de agosto

As torres do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, receberam ajustes nesta madrugada para evitar que alguém consiga subir na estrutura novamente. As reformas ocorreram um mês após um homem, identificado como um PM que estava afastado por problemas psiquiátricos, ter conseguido escalar uma das torres que auxiliam na sinalização para pousos do terminal. O caso ocorreu no final da tarde do dia 10 de agosto.

O caso:  Homem escala torre, interrompe trânsito e para pousos em Congonhas

Na ocasição, após subir na estrutura, que fica na parte externa do aeroporto, no cruzamento das avenidas Washington Luís e Bandeirantes, o homem chegou a soltar rojões para o alto. As operações de pouso ficaram interrompidas das 17h37 até as 19h.

A torre onde o PM subiu mantém as luzes que são usadas à noite e nos dias de chuva para ajudar na orientação dos pilotos. Policiais militares e bombeiros foram ao local e o convenceram a descer. A operação foi feita com o auxílio de cordas e o policial militar, que tinha o rosto pintado, foi levado para um hospital para fazer exames.

Operário reforça estrutura de uma das torres de sinalização do Aeroporto de Congonhas
Johnny de Franco/Futura Press
Operário reforça estrutura de uma das torres de sinalização do Aeroporto de Congonhas


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.