Morre criança que passou mal em escola em São Paulo

Menino de quatro anos morreu nesta segunda-feira, cinco dias após passar mal em escola da zona norte de São paulo e ser internado

Agência Estado |

Agência Estado

Um menino de quatro anos morreu na madrugada de segunda-feira (10), após passar mal, na última quarta-feira, 5, em uma Escola Municipal de Educação Infantil (Emei), em Brasilândia, na zona norte de São Paulo. Em depoimento, a mãe do menino disse que ele apresentava um ferimento na nuca, supostamente causado por uma queda.

Leia também:  Criança de 6 meses morre em creche clandestina em São Paulo

A mãe de Renato Brito Teixeira, matriculado no 2º turno da EMEI Caio Graco da Silva Prado, recebeu uma ligação da escola informando que a criança teria sofrido uma convulsão e engasgado com um pedaço de pão. O mal-estar aconteceu no horário do lanche dos estudantes da unidade.

O aluno foi socorrido primeiramente ao Hospital Municipal de Vila Nova Cachoeirinha, no bairro do Limão, mas precisou ser transferido ao Hospital Mandaqui, ainda na zona norte de São Paulo. Renato ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Mandaqui, desde a noite de quarta-feira, até que foi constatada sua morte, às 2h45 de segunda-feira.

O comunicado de óbito foi registrado no 20º Distrito Policial (Água Fria) pela delegada Luciana Figueira Cristiano e as investigações sobre as circunstâncias da morte são investigadas no 72º DP, de Vila Penteado, pelo delegado Luiz Fernando PC Martins. A Secretaria de Segurança Pública informa que o caso foi registrado como perigo para a vida ou saúde de outrem.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação lamenta o ocorrido e informa que o menino foi prontamente atendido por uma das Assistentes Técnicas de Educação (ATEs), que possui habilitação em primeiros socorros, enquanto a direção da escola acionava o resgate.

No mesmo momento, segundo comunicado da secretaria, uma viatura policial que passava na rua também foi chamada por funcionários da Emei para auxiliar no socorro de Renato. A família foi para o hospital acompanhada de duas representantes da escola.

A Diretoria Regional de Educação Freguesia do Ó/Brasilândia abriu apuração preliminar para investigar os fatos e vai colaborar com a polícia no que for preciso para a total elucidação do caso, diz o documento.

    Leia tudo sobre: menino morreescolaconvulsãoBrasilândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG