De acordo com o líder do movimento, Luciano de Lima, cerca de 100 famílias participaram em cada uma das ações

Agência Brasil

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra da Base ocuparam neste sábado mais duas propriedades rurais na região do Pontal do Paranapanema, a oeste do estado. Até agora, são sete fazendas ocupadas desde a madrugada de sexta-feira (7). De acordo com o líder do movimento, Luciano de Lima, cerca de 100 famílias participaram em cada uma das ações. Uma das fazendas ocupada é a Nossa Senhora de Lourdes, na cidade de Junqueirópolis, e outra é Fortaleza, em Iepê.

Leia também:  Integrantes do MST fazem ocupações e protestos pelo Nordeste

Os donos de três fazendas conseguiram na Justiça o direito de reintegração de posse. São elas: as fazendas Célia Maria, no município de Marabá Paulista; Clarice, em Iacri e Mondengo, na cidade de Arco-Íris. De acordo com Lima, as famílias de sem-terra vão se reunir na noite de hoje para decidir os rumos do movimento nessas áreas.

As ações, segundo o líder dos sem-terra, fazem parte de um conjunto de medidas aprovadas pelo Fórum Estadual de Luta pela Reforma Agrária, formado por movimentos sociais e entidades sindicais, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e os sindicatos dos Metalúrgicos e dos Químicos de São Bernardo do Campo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.