Boxeadora Elizabeth Santos era procurada pela polícia de Praia Grande por morte de Ana Beatriz, filha de sua companheira

Ana Beatriz, encontrada morta na Rodovia Anchieta (arquivo)
Reprodução / SBT
Ana Beatriz, encontrada morta na Rodovia Anchieta (arquivo)

A polícia de Guarulhos prendeu nesta sexta-feira uma mulher suspeita de matar uma menina de 14 anos na Praia Grande. A boxeadora Elizabeth Santos, que era procurada pelas autoridades da cidade litorânea, foi presa após uma denúncia anônima.

Leia também:  Mãe confessa ter matado a filha na Praia Grande, diz polícia

De acordo com a polícia de Guarulhos, Elizabeth será transferida para a Praia Grande.

Ela era companheira de Ana Luiza Ferreira, que confessou o assassinato de sua filha Ana Beatriz, encontrada morta em 15 de julho na Rodovia Anchieta, na altura de São Bernardo do Campo. O pai da criança, Carlos José Souza, ex-marido de Ana Luiza, também está preso.

Em depoimento no 1º DP da Praia Grande, Ana Luiza contou que resolveu matar a garota porque ela perdeu uma mochila com drogas que seriam distribuídas entre pontos de tráfico na periferia da Praia Grande. De acordo com a polícia, mãe e filha trabalhavam no transporte de entorpecentes para traficantes da região.

Ana Luiza disse que conversou com sua companheira sobre a situação e ambas espancaram a adolescente até a morte. O laudo da perícia técnica afirma que Ana Beatriz, além de fraturas no nariz e no maxilar, também sofreu asfixia.

Com a morte da garota, as mulheres entraram em contato com Carlos José Souza para que ele ajudasse a ocultar o corpo. Souza, mais conhecido como "Azeitona", já foi preso por tráfico de drogas e cumpriu a pena do crime, segundo a Polícia Civil. O ex-marido usou o carro da mãe da jovem para levar o corpo até a Anchieta. Indícios de sangue foram encontrados por peritos no porta-malas do veículo, um Ford Fiesta.

Com AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.