Dupla suspeita de integrar PCC é presa com armas da Polícia Militar

Polícia acredita que armas e munições apreendidas seriam utilizadas em ataques a bases da corporação. Foram encontrados ainda um fuzil, revólveres e drogas na casa dos presos

Agência Estado |

Agência Estado

Mais cinco armas pertencentes à Polícia Militar foram apreendidas novamente em poder de bandidos suspeitos de pertencerem à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que age dentro e fora dos presídios paulistas. Desta vez o flagrante foi realizado por PMs das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) na região de Interlagos, na zona sul da capital paulista.

Segundo a PM, as armas seriam utilizadas em ataques a bases da corporação . Um rapaz, de prenome Marcelo, de 27 anos, foi abordado às 18h30 de terça-feira (4) na avenida João Paulo da Silva, via que dá acesso a duas favelas existentes atrás do autódromo.

Helio Torchi / Agência Estado
Na casa dos criminosos, zona sul de SP, foram encontradas outras armas drogas e mais de R$ 5 mil

Parado e flagrado com cinco pistolas calibre ponto 40, todas da PM e guardadas em um mochila, o criminoso, após uma conversa com os policiais, levou-os até um ponto de venda de drogas dentro da Favela do Morro. Lá foi preso Fábio da Silva, de 29 anos, conhecido na região como "Zé Bedeu", que integraria o primeiro escalão da facção na zona sul da cidade.

1º prisão: Polícia prende oito suspeitos de ligações com PCC em São Paulo

Na casa dele, foram encontrados uma réplica de fuzil M-16, dois revólveres calibre 32, munições para fuzis calibres 762 e 556 e para pistola calibre 9mm, 22 tijolos de maconha, três quilos de cocaína, 400 cápsulas plásticas contendo a mesma droga, balanças de precisão, porções de crack, pílulas de ecstasy, vários celulares, R$ 5.092,00, um estatuto da facção criminosa, um caderno com anotações de valores arrecadados e cobrados pela organização e um Fox vermelho utilizado pelo criminoso para transportar a droga.

A dupla foi autuada em flagrante no Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc). A Polícia Civil vai investigar agora a participação dos dois bandidos em casos de assassinato de policiais militares ou roubos praticados contra membros da corporação.

    Leia tudo sobre: pccataques contra a PMpm mortosarmas apreendidas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG