Moradores de favela que foi atingida por incêndio estavam entre os manifestantes que bloquearam a avenida Jacu Pêssego e a linha12-Safira da CPTM

Moradores da região da avenida Jacu Pêssego, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, fecharam a via em protesto no fim da tarde desta quarta-feira (29). Entre os manifestantes estavam moradores de uma favela que foi atingida por um incêndio nesta terça-feira.

Tempo real: acompanhe o trânsito em São Paulo e em mais 16 cidades

Moradores da região e policiais entram em confronto nesta quarta-feira, na zona leste de São Paulo
Mauricio Santana/Futura Press
Moradores da região e policiais entram em confronto nesta quarta-feira, na zona leste de São Paulo

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os moradores queimaram pneus e pedaços de madeira, causando a interdição completa dos dois sentidos da avenida, que fica próxima a rodovia Ayrton Senna. A pista só foi liberada por volta das 19h30. 

Pelo menos duas viaturas dos bombeiros foram para o local. Policias militares da Força Tática e da Rocam também estiveram na avenida e chegaram a jogar a bombas de gás lacrimogêneo em direção aos manifestantes, que reviradaram com pedras e pedaços de madeira.

Além do incêndio causado da avenida Jacu Pêssego, os manifestantes também colocaram fogo em objetos ao lado da linha12-Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), entre as estações Brás e São Miguel. Por conta disso, a linha 12 foi bloqueada. A opção para quem precisou ir no sentido estação Calmon Viana foi utilizar Linha 11.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.