Família vítima de botulismo no interior de São Paulo sai de UTI

Médicos suspeitam que a causa tenha sido uma porção de mortadela que ficou dez dias na geladeira antes de ser consumida

Agência Estado |

Agência Estado

A família vítima de botulismo em Santa Fé do Sul, a 620 km de São Paulo, já está fora de perigo. Pai e mãe já haviam deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, ontem, os dois filhos do casal também foram transferidos para um quarto da Santa Casa local.

Leia também: Instituto Adolfo Lutz analisa mortadela suspeita de ter causado botulismo em SP

Benedito José dos Santos, de 38 anos, Elisete Garcia, de 30, e os filhos Juliana Bruna, de 12, e Cristiano, de 9, foram internados no domingo com vômito, diarreia, dificuldade de locomoção e visão embaçada. O quadro se agravou e um soro específico foi enviado de São Paulo, de helicóptero, pela Polícia Militar.

Médicos suspeitam que a causa tenha sido uma porção de mortadela, que ficou dez dias na geladeira antes de ser consumida pela família. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: botulismomortadela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG