Justiça condena Igreja Universal por agressões a fiel com epilepsia

Mulher disse ter sofrido agressões físicas de pastores sob a alegação de que estaria "possuída pelo demônio". Igreja terá que pagar quantia de R$ 10 mil de indenização

iG São Paulo | - Atualizada às

O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo confirmou a condenação da Igreja Universal do Reino de Deus que terá que pagar R$ 10 mil de indenização a uma fiel que teria sofrido agressões físicas de pastores durante uma crise de epilepsia em um templo, na cidade de Sumaré, no interior de São Paulo.

Leia também:
Saiba mais sobre epilepsia 
Justiça mantém condenação da igreja Renascer por queda do teto em São Paulo

De acordo com o processo, Alcione Saturnino dos Santos sofreu agressões sob a alegação de que estaria "possuída pelo demônio". A Justiça já havia condenado a Universal em julgamento anterior, mas a igreja recorreu da decisão.

Na ação, a Universal admitia o ataque epilético sofrido por Alcione no interior do templo, mas negou que as agressões teriam acontecido. Mas de acordo com a decisão do juiz Luís Francisco Aguilar, a defesa da igreja recorreu da decisão fora do prazo legal.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG