"Era como se não tivesse acontecido nada", diz babá de Elize Matsunaga

Em entrevista ao programa Fantástico, babás que cuidavam da filha de Elize e Marcos Matsunaga disseram que acusada de matar o marido não mudou sua rotina após o crime

iG São Paulo | - Atualizada às

As babás da filha de Elize Matsunaga, que  confessou ter matado e esquartejado o marido, o executivo Marcos Kitano Matsunaga , em 19 de maio, no apartamento onde os dois moravam, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, afirmaram que a acusada agiu de forma natural nos dias seguintes ao crime. As entrevistas foram dadas para o programa Fantástico, da TV Globo.

Leia também: Elize Matsunaga será julgada pelo homicídio do marido
Avós paternos conseguem na Justiça a guarda da filha de Elize Matsunaga

AE
Elize Matsunaga, ao ser presa em São Paulo

Duas babás, mãe e filha, revezavam para cuidar da menina de um ano. Segundo a mãe, Eliza não mudou o comportamento após matar e esquartejar o marido. "No dia que ela foi presa, eu estava lá trabalhando. Eu falava: ‘meu Deus, não acredito que ela fez isso, a gente trabalhando aqui e tudo, e ela normal, era como se não tivesse acontecido nada", disse durante a entrevista.

A filha, que foi a babá que chegou para trabalhar no apartamento no manhã seguinte ao crime, afirmou que não notou nenhuma diferença nas atitudes da patroa. "Até um certo horário ela estava em casa. Até a hora de eu descer para o playground ela estava. Depois que eu voltei, ela já não estava mais. Tinha saído. Me avisou que ia sair pelo celular e ponto, saiu". Foi nesse momento, que, segundo a própria Elize, ela saiu para espalhar as partes do corpo do marido por Cotia, na Grande São Paulo.

Presa no presídio feminino de Tremembé, no interior de São Paulo, a acusada teve  o pedido de habeas corpus negado na última semana pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A decisão do relator do recurso, Francisco Menin, da 7ª Câmara de Direito Criminal, foi aceito de forma unânime.


    Leia tudo sobre: Elise MatsunagaMarcos Matsunagacrimeesquartejamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG