Mãe é presa suspeita de tentar afogar bebê de 2 meses em vaso sanitário

Mulher de 25 anos teria outros três filhos e todos sofreriam maus-tratos, em Cidade Tiradentes, na zona leste; bebê foi socorrido e passa bem

Agência Estado | - Atualizada às

Agência Estado

Uma jovem de 25 anos, mãe de quatro crianças - um bebê de apenas dois meses, ainda não registrado, e três meninas, de 6, 8 e 10 anos, foi presa, no final da noite de terça-feira, por policiais militares na região de Cidade Tiradentes, na zona leste da capital paulista, após uma denúncia feita por um namorado da acusada, Natália Regina da Silva.

Leia também:  Mãe abandona filhos em condições subumanas em favela de São Paulo

O denunciante seria o dono da casa onde mãe e crianças moravam, no Jardim Vitória. Os policiais chegaram rapidamente ao local após serem informados de que Natália tentava afogar o bebê no vaso sanitário, o que não foi comprovado nem confirmado até o momento. A criança foi socorrida pelos policiais e encaminhada ao Hospital Geral São Mateus, onde passa bem.

Helio Torchi/Futura Press
Policial militar com bebê que teria sido agredido pela mãe, na zona leste de São Paulo

Segundo a PM, Natália aparentava estar embriagada quando foi detida e levada para o 49º DP, de São Mateus, onde ainda tentou agredir uma representante do Conselho Tutelar, acionada para acompanhar o caso.

Pai é condenado à prisão por torturar filho de um mês

A mãe prestou depoimento, assinou um termo circunstanciado de maus-tratos e foi liberada. As quatro crianças, que tomavam banho gelado pois na casa não há chuveiro, foram levadas pela conselheira tutelar a um abrigo da Prefeitura de São Paulo, no bairro da Mooca, zona leste da capital.

O namorado da acusada, em depoimento, não confirmou a tentativa de afogamento e disse que a mãe estava chacoalhando o bebê e o jogava na cama com violência. O denunciante alugou o imóvel para Natália, mas não recebia nada havia dois meses.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG